//Conheça o Alimento: Chicória
chicória

Conheça o Alimento: Chicória

Cichorium intybus, conhecida popularmente como Chicória, é uma planta herbácea anual, nativa da Europa e da Ásia, pertencente à família Asteraceae. Existem milhares de espécies pertencentes a esta família, como as alfaces, os girassóis e as margaridas.

Hoje em dia é cultivada em todo o mundo e é utilizada na alimentação e como planta medicinal. A sua altura varia entre 20 cm e 50 cm e tem talo cilíndrico, a suas folhas são lanceoladas, de bordos sinuosos e as suas flores são de um azul vivo.

 

Benefícios

A Chicória destaca-se por ser muito nutritiva e cheia de propriedades medicinais. As suas folhas possuem ação depurativa, diurética, estomáquica e laxativa. Já as raízes possuem uma substância denominada inulina (um polissacarídeo semelhante ao amido), que não é digerida por enzimas no intestino humano e é um alimento de fibra solúvel (pré-biótico), o que significa que este nutriente serve de alimento para as bactérias boas presentes nos intestinos. Assim, a inulina contribui para o bom funcionamento do intestino prevenindo diversas doenças.

Por conter baixíssimas calorias (100 gramas oferecem cerca de 20 kcal), as chicórias estão presentes em muitas dietas de emagrecimento. Além disto, as folhas de chicória são bastante nutritivas: contêm vitamina A, vitaminas do complexo B, vitamina C, D e também alguns minerais como cálcio, ferro e fósforo.

 

Época

Para que se desenvolvam bem as chicórias necessitam de um solo bem drenado. Apreciam o clima ameno, com temperaturas na faixa de 14 a 16 graus Celsius. Quando expostas a altas temperaturas as chicórias tendem a ficar com o sabor mais amargo. Geralmente são plantadas na primavera, outono e inverno. Os principais produtores de chicória são a Itália, a Espanha, a França, os Estados Unidos e a Holanda.

 

Conservar

A chicória não deve ser congelada crua. Entretanto, pode ser congelada cozida. Após cozinhá-la, devem-se apertar bem as folhas para escorrer a água. Depois, a chicória deve ser colocada dentro de um saco de plástico, do qual se retira o ar com uma bombinha de vácuo, e, em seguida, congelada.

A chicória não deve ficar em temperatura ambiente, é o mesmo caso do espinafre, da alface e outras hortaliças, se ficar fora da refrigeração irá estragar-se.

Ao chegar em casa do supermercado, do mercado ou da feira a chicória deve ser lavada (deixe 20 minutos de molho, e depois enxague bem). Depois de lavar e secar, coloque-a num pote de plástico com tampa ou saco plástico fechado no frigorífico. A chicória crua vai durar uns três dias no frigorífico.

Se a chicória estiver cozida guarde-a num recipiente hermético no frigorifico. Ela irá durar os mesmos três dias da crua.

 

Utilizações 

A parte consumida da chicória são as suas folhas, muito apreciadas na culinária de diferentes culturas: estão presentes em diversas saladas e como um ingrediente para o preparo de sopas, molhos, purês, tortas e várias outras receitas. Quando cozidas, o sabor amargo tende a diminuir. As suas raízes são tuberosas, pivotantes e muito utilizadas quando torradas, na produção de um substituto de café, principalmente na Europa.

 

Café de Chicória

Algumas pessoas são mais sensíveis ao teor de cafeína presente no café tradicional e necessitam de substituições. Dessa forma, a indústria de alimentos oferece diversos substitutos, os chamados “cafés em grãos” que podem ser produzidos, por exemplo, a partir da raiz da chicória torrada. O café de chicória não possui qualquer teor de cafeína na sua composição, sendo uma ótima alternativa para quem procura reduzir ou restringir o consumo de cafeína no dia a dia.