//Confraria ‘lançou’ vinho

Confraria ‘lançou’ vinho

Confraria dos Enófilos da Bairrada orientou a produção do vinho apresentado no Capítulo.

Considerada a confraria vínica mais antiga de Portugal em atividade a Confraria dos Enófilos da Bairrada comemorou os 40 anos da sua fundação, com a realização do XLI Capítulo e neste, a entronização de um novo confrade e a homenagem a um dos fundadores.

E como se refere na página de facebook ‘A Lei do Vinho’, um dos momentos aguardados da cerimónia que teve lugar no Palace Hotel do Buçaco, na Mealhada foi o “lançamento e prova do primeiro vinho criado inteiramente pela Confraria dos Enófilos da Bairrada e que resultou do acompanhamento integral de todo o processo, desde a escolha da uva à vinificação, estágio em barrica e engarrafamento. A seleção das uvas recaiu nas castas nacionais mais representativas na Bairrada – Maria Gomes, Bical, Cercial, Arinto e Rabo-de-Ovelha – gentilmente oferecidas por vários produtores.

A filosofia por trás do vinho pretendia replicar, de algum modo, as técnicas de Vinificação mais antigas, permitindo que o resultado espelhasse uma mínima intervenção, onde a hiper oxidação se encontrasse bem visível através do quase não uso de sulfuroso. Ainda assim, o vinho expressa uma acidez marcante e estrutura de boca assinalável, conferindo-lhe um prognóstico de evolução em garrafa à imagem dos grandes brancos de outrora”.
De acordo com a mesma fonte, o vinho será comercializado nos espaços da Rota da Bairrada a um preço que rondará os 28,00 €.

O novo confrade agora entronizado é o enólogo francês Pascal Chatonnet, que fez carreira em vários países. “Com um passado e presente intimamente ligado à Bairrada, onde trabalhou juntamente com Michel Rolland nas Caves Aliança, é, actualmente, o enólogo das Colinas de São Lourenço, empresa do universo IdealDrinks”, refere a Confraria dos Enófilos da Bairrada.

O momento de fundação da Confraria motivou uma homenagem ao Confrade Fundador, Eng. António Dias Cardoso, “distinto técnico, enólogo e um dos mais reputados escritores e guardião da memória colectiva da região da Bairrada.

A Confraria dos Enófilos da Bairrada

A 11 de Junho de 1979 foi lavrada escritura de constituição da Confraria dos Enófilos da Bairrada no Cartório Notarial de Anadia, com o objectivo estatutário de defesa, prestigio, valorização e propaganda dos vinhos da Bairrada e dos vinhos portugueses em geral.

A história da Bairrada dos últimos 30 anos esta intimamente ligada à actividade desta Confraria, uma actividade que se desdobrou na organização do Concurso Anual “Os Melhores Vinhos da Bairrada”, visitas de estudo às principais regiões vitícolas portuguesas e europeias, realização de cursos de provas de vinhos, recepções de delegações nacionais e estrangeiras, edição de algumas obras literárias relativas à Bairrada, realização do Grande Capítulo Anual no Palace Hotel do Bussaco.