//Coimbra vai ter carta gastronómica e rota dos mercados
Rota dos Mercados chanfana

Coimbra vai ter carta gastronómica e rota dos mercados

Em 2021 e no primeiro semestre de 2022, a Região de Coimbra é Região Europeia de Gastronomia com o mote A Million Food Stories

Esta iniciativa visa afirmar a sustentabilidade da gastronomia da região a nível económico, social e ambiental. Neste sentido, a Comunidade Intermunicipal da Região de Coimbra  (CIM) tem previsto o lançamento de uma carta gastronómica para 2022, que inclui receitas gastronómicas contextualizadas historicamente dos municípios que constituem a região e que será apresentada no primeiro trimestre deste ano.  Gastronomia, Tradição – Modernidade, Território e Comunidades dão o mote à programação.  

Trata-se de uma “compilação sob o ponto de vista histórico, antropológico, etnográfico e nutricional de parte do acervo gastronómico da região”, referiu à agência Lusa o presidente da CIM, Emílio Torrão.

Está ainda prevista a apresentação da Rota dos Mercados, que visa a promoção dos mercados municipais que constituem a Região de Coimbra. Nesse âmbito, vão ser distribuídos folhetos nos postos de turismo municipais, de modo a “servirem de rota turística”, com o objetivo de levar as pessoas a visitarem os mercados e a consumirem produtos endógenos.

A Rota dos Mercados está “integrada na filosofia ‘do prado ao prato’ e na lógica dos circuitos curtos”, esclareceu o presidente.

“Em 2022 vamos continuar a celebrar a gastronomia ímpar desta região, cujas raízes milenares são bem testemunho da nossa identidade, mostrando que, mais do que a perspetiva de alimento, falamos de património, comensalidade, tradição, cultura e, acima de tudo, de pessoas que contam estórias e criam memórias que enriquecem a experiência gastronómica”, sublinhou Emílio Torrão, e destacou ainda “O nosso desejo é que cada vez mais cidadãos nacionais e internacionais visitem a nossa região, procurem conhecer o nosso património e cultura, a gastronomia, os vinhos, a música, a literatura. Há muito, neste território que vai do mar à serra, para descobrir e desfrutar”.

A CIM da Região de Coimbra vai manter para o próximo ano as medidas de apoio à restauração, através da formalização da adesão de novos restaurantes ao Programa ‘Selecção Gastronomia e Vinhos’, que tem vindo a ser implementado, acompanhada do lançamento do respetivo guia, complementado pelo passaporte gastronómico, menu ‘Taste’ e voucher de desconto, que já estão em vigor há cerca de cinco meses.

Para além da presença em feiras de turismo ou outras específicas do sector da gastronomia e enoturismo, estão previstas ações de promoção dos produtos gastronómicos diferenciadores da região através dos seus chefs embaixadores. No próximo ano também serão promovidas ações de sensibilização para a literacia alimentar, para o combate à obesidade infantil e outras temáticas inerentes à área da saúde.

Saiba mais aqui: https://tastecoimbraregion.pt/pt/gastronomia

 

Estratégia ‘do prado ao prato’

Em maio de 2020, a Comissão apresentou a estratégia “do prado ao prato” como uma das ações principais do Pacto Ecológico Europeu. Num contributo para alcançar a neutralidade climática até 2050, a estratégia visa a transição do atual sistema alimentar da UE para um modelo sustentável. Relembrando a segurança alimentar como prioridade, os principais objetivos da estratégia são: assegurar alimentos suficientes, a preços acessíveis e nutritivos dentro dos limites do planeta; reduzir para metade a utilização de pesticidas e fertilizantes e a venda de agentes antimicrobianos; aumentar a percentagem de terras agrícolas consagradas à agricultura biológica; promover um consumo alimentar e regimes alimentares saudáveis mais sustentáveis; reduzir as perdas e o desperdício alimentares; combater a fraude alimentar ao longo da cadeia de abastecimento e promover o bem-estar dos animais.

 

imagem: Notícias de Coimbra