//Chefe Silva – ‘As Receitas dos Amigos’ (introdução)

Chefe Silva – ‘As Receitas dos Amigos’ (introdução)

O bacalhau conta com doze das quatro dezenas de receitas enviadas por alguns dos amigos do Chefe Silva.

A partir de 1975 na televisão, alguns anos depois na rádio mas principalmente através da Teleculinária, o Chefe Silva ‘passou’ para os seus admiradores, milhares de receitas.

Convidados a ‘retribuir’, a grande maioria dos intervenientes na biografia cuja edição se inicia agora aqui no ‘Jornal dos Sabores’, aceitaram o desafio e agora aqui estão nesta reedição online, das mais elaboradas às mais simples, as receitas enviadas pelos amigos do Chefe Silva, todas com um ingrediente fundamental: a amizade.

Conte com elas, semanalmente, até 29 de março.

O bacalhau é o ‘campeão’ com mais de uma dezena de propostas que vão do ‘Bacalhau à Vila de Rei’ criado pelo Chefe para este município, até ao ‘Bacalhau à Lagareira’ proposto pela Academia do Bacalhau de New Jersey, passando por receitas próprias, regionais ou de ‘herança’ como as Pataniscas de Bacalhau dos irmãos Silva, filhos do Chefe.
Sopa de Cação Limado (Vidigueira), Polvo de Apúlia com grelos (Esposende), Porco à Indiana (Ourique) e Rancho Alentejano à Moda da Isabel (Seixal) são contributos de Câmaras Municipais.
Carne Barrosã, Tripas à Moda do Porto, Caldeirada de Bacalhau, Caldeirada de Enguias, Capão à Freamunde, Açorda de Lavagante, Pica no Chão à moda da minha Avó, Xarém (ou xerém), Fogaça da Feira, Favas com bacalhau e presunto, Morcela de Mira de Aire, Lampreia à moda de Coimbra, Arroz de Pato à Lafões, Fogaças de Palmela, Bacalhau de Enterro e Batatas assadas na areia, são as receitas enviadas por confrarias.
Filipa Vacondeus ‘assina’ ‘O meu bacalhau de coentrada’, José Carlos Malato as ‘Favas da minha Mãe’, Júlio Isidro a ‘Pasta de Atum à Tio Julião e Maria de Lourdes Modesto as ‘Fatias de alho’.
Nos doces há propostas de Sónia Araújo com a ‘Delícia de Chocolate’, o ‘Arroz doce da avó Maria de S. José’, receita enviada por Margarida Mercês de Melo, os ‘Papos de Anjo em Calda de Anis’ do Manuel Luís Goucha e a ‘Sopa Dourada do Convento de Santa Clara’ enviada pelo Chefe Hélio Loureiro.

Mas há mais, como poderão verificar ao longo de 25 semanas.

No caso de ‘passar em branco’ alguma edição não se preocupe pois o ‘Jornal dos Sabores’ terá uma ‘secção’ com todas as receitas e capítulos da biografia, que vão sendo publicados.

As ‘Receitas dos Amigos do Chefe Silva’ tem o patrocínio de:
Comissão Vitivinícola Regional de Lisboa (Vinhos de Lisboa)

Do valor dos patrocínios 25% é atribuído à área de Formação da ACPP – Associação de Cozinheiro Profissionais de Portugal, de que o Chefe Silva foi um dos fundadores.

(Publicada em livro em 2008, a biografia ‘Chefe Silva o Senhor Teleculinária’ poderá apresentar alguns factos desatualizados.)