//Caves da Cockburn’s receberam nove mil visitas em três meses

Caves da Cockburn’s receberam nove mil visitas em três meses

Franceses, espanhóis, portugueses e ingleses são os que mais visitam as Caves da Cockburn’s

Três meses após a abertura, foram já nove mil os visitantes que passaram pelas Caves da Cockburn’s, em Vila Nova de Gaia. Os vinhos de qualidade da Cockburn’s, assim como as provas especiais, são alguns dos principais atrativos deste novo centro de visitas, que foi alvo de uma profunda requalificação. Os visitantes das Caves chegam de vários países, sendo que França se destaca como aquele de onde advêm mais “curiosos”, seguindo-se Espanha, Portugal e, em quarto lugar, Inglaterra.

Comportando 6.518 pipas de Vinho do Porto em estágio, assim como 10.056 pipas em balseiros, as Caves Cockburn’s, do século XIX, são as maiores na zona histórica da cidade. O centro de visitas integra ainda um novo museu onde os visitantes podem apreciar uma coleção de aguarelas, datadas do século XIX, da autoria do Barão de Forrester, assim como alguns dos registos da década de 1930 de John Henry Smithes.

Propriedade da Symington Family Estates, as Caves da Cockburn’s têm a ultima tanoaria em operação nas Caves de Vinho do Porto. Os visitantes têm a oportunidade de ver o trabalho desenvolvido pelos mestres tanoeiros da casa, que repararam os cascos utilizando as mesmas técnicas e ferramentas que os seus antepassados usaram ao longo dos séculos, mantendo a secular e insubstituível arte do lento envelhecimento de Vinho do Porto em cascaria de carvalho avinhada.

A Symington Family Estates é uma empresa de propriedade e gestão familiar. Detém a Graham’s, uma das 10 marcas de vinho mais admiradas no mundo, segundo a revista Drinks Internacional, bem como as marcas Dow’s, Cockburn’s e Warre’s, e os vinhos DOC Douro: Quinta do Vesuvio, Quinta do Ataíde, Altano e P+S. A família Symington está presente no Douro há cinco gerações — desde 1882 — mas, se seguirmos a linhagem da família através da bisavó da atual geração, a ligação dos Symington aos vinhos do Douro recua no tempo 14 gerações, transportando-nos até meados do século XVII e aos próprios primórdios da história do vinho do Porto. É, atualmente, a maior proprietária de quintas na região do Douro e um dos principais produtores de vinho do Porto de qualidade superior, as chamadas categorias especiais.