//Cascais nos ‘Diálogos do Alimento’

Cascais nos ‘Diálogos do Alimento’

Projeto da autarquia em evento internacional sobre o impacto da gastronomia na sustentabilidade.

Nos dias 19 e 20 de novembro, o Basque Culinary Center e o FRUTO – uma plataforma de ligação, compromisso e mobilização de ações, projetos, pessoas, organizações e empresas interessadas em solucionar os grandes desafios da produção de alimentos bons, justos e limpos – realizam um evento especial e único para refletir sobre o impacto da gastronomia na sustentabilidade e envolver as novas gerações nas transformações necessárias.

Portugal marca presença com o projeto de agricultura urbana biológica ‘Terras de Cascais’, no dia 20 de novembro, às 13h30. Luís Almeida Capão fará uma intervenção no painel “O Alimento como força transformadora: hortas urbanas, cidadãos e produtos locais”. Engenheiro florestal de formação, na sua qualidade de presidente do Conselho de Administração da empresa municipal Cascais Ambiente, abordará a estratégia de Cascais em pontos como a gestão da estrutura ecológica, a adaptação às alterações climáticas e a agricultura urbana biológica – questões fundamentais num concelho que se quer próximo do cidadão.

Terras de Cascais é um projeto da autarquia de Cascais com mais de 10 anos, que tem como objetivo incentivar e criar as condições (através de apoio e informação) para a produção biológica em hortas municipais, comunitárias e privadas. A Chefs Agency dá apoio estratégico no estabelecimento de parcerias com chefs e restaurantes, com o principal objetivo futuro de que os estabelecimentos em Cascais consumam mais produtos biológicos, produzidos na região. ‘A Horta do Chef’ é um projeto dedicado aos chefs de restaurantes de Cascais que já praticam uma cozinha sustentável, com produtos de qualidade, no qual os chefs são convidados a conhecer a produção biológica da região, para criar um diálogo bidirecional que permita que, no futuro, encontrem resposta às suas necessidades. O Vinho de Carcavelos é outro ‘’case study’’, que surge com a replantação de vinha no Mosteiro Santa Maria do Mar, e que trará novamente para o município a produção deste vinho.

“É muito importante sensibilizar os ‘players’ da restauração, chefs ou proprietários de restaurantes, a comprar produtos locais e biológicos e, já agora, sazonais”, afirma Luís Almeida Capão. “Para Cascais, é uma honra participar neste evento global, que debate questões como a sustentabilidade e a Economia Circular, que o Município de Cascais sempre defendeu e promove, para com isso facilitar a adoção das mesmas por parte dos cascalenses.”

Mais em: https://sustainability.bculinary.com/pt/inicio-pt/