//Caldeirada algarvia em Festival
caldeirada

Caldeirada algarvia em Festival

Câmara Municipal de Silves promove de 27 a 29 de maio a 23.ª edição do Festival da Caldeirada e do Mar.

 

Pode colocar já na sua agenda para a deslocação ao Algarve neste período, uma visita a Silves para aproveitar um evento em que estarão em destaque a caldeirada, os excelentes vinhos de Silves e os sabores cítricos e adocicados da laranja daquele território onde existe até uma ‘Rota da Laranja’.

A caldeirada, prato emblemático da gastronomia ‘armacenense’, e os sabores do mar vão ser reis neste festival, que convida os visitantes e amantes da gastronomia a experimentar a grande diversidade culinária tradicional de Armação de Pêra.

 

Organizado pela Câmara Municipal de Silves, o evento envolve 17 restaurantes desta vila, que apresentam inúmeras propostas gastronómicas de fazer crescer água na boca.

 

Eis os restaurantes participantes:

A Grelha; Algardoce II, Arte Náutica; Cantinho dos Grelhados; Churrasqueira Balbino; Churrasqueira O Casarão; Marisqueira Hera; Pôr-do-sol Holiday Inn Algarve; Praia com Tempero; Restaurante Metrópole; Restaurante O Fernando; Restaurante O Serol; Restaurante O Silvense; Restaurante Olivalmar; Restaurante Pelintra; Restaurante Rocha da Palha; e Tasca’lado.

 

caldeirada

 

 

Mas para antes ou depois de se sentar à mesa, sugerimos, entre muitas opções, uma visita a:

Sé de Silves, edificada a partir da segunda metade do séc. XIII.

Castelo de Silves, que constitui uma das mais notáveis obras de arquitetura militar edificada durante a ocupação muçulmana, em Portugal. Embora alguns autores sustentem a sua génese em períodos anteriores, a cidade e o castelo indiciam uma fundação islâmica

A almedina islâmica de Silves, amuralhada desde, pelo menos, o século X.

A cisterna da Rua do Castelo constitui uma das várias estruturas de armazenamento de água do período islâmico, na cidade, que chegou aos nossos dias.

 

 

O Festival da Caldeirada e do Mar, de 27 a 29 de maio, conta com o apoio da Junta de Freguesia de Armação de Pêra e da Associação de Pescadores de Armação de Pêra, estando agendada a apresentação pública do evento para o dia 27 de maio, às 10h00, no mercado municipal de Armação de Pêra.

 

Para “fazer crescer água na boca”, como costuma dizer-se, fique com a receita da Caldeirada à moda de Armação de Pêra

 

Ingredientes:

1,5 kg de peixe [sendo obrigatórios: rascasso, safio, pata-roxa e facultativos: raia, tremelga, tamboril, peixe-aranha, ruivo, xarroco, corvina e sardinha].

1 kg de tomate maduro; 1,5 dl de azeite; 700 g de batatas; 3 cebolas; 3 dentes de alho

1 pimento; 1 copo de vinho branco; 1 bom ramo de salsa [facultativo: substituir por coentros]

1 ponta de folha de louro; sal e pimenta q.b.

 

Preparação

Arranjam-se e lavam-se os peixes, cortando-se em postas, ou em bocados, segundo as espécies e temperam-se com sal. A pata-roxa deverá ser temperada apenas 15 minutos antes de se preparar a caldeirada.

Rega-se o fundo do tacho com o azeite e introduzem-se os ingredientes às camadas: primeiro a cebola e, depois, os peixes (os mais rijos colocam-se por baixo e os mais sensíveis por cima) em camadas alternadas com cebolas, tomate, batatas cortadas em rodelas (sendo as rodelas grossas), o pimento em tirinhas e os alhos picados. Rega-se tudo com o vinho branco e introduzem-se a salsa e o louro. Tempera-se com sal e pimenta, tapa-se o recipiente e deixa-se cozer em lume brando.

A caldeirada está geralmente pronta cerca de 30 minutos depois de iniciada a fervura, mas é necessário ir verificando.

Depois terminada, a caldeirada serve-se retirando os ingredientes na vertical, para se poder usufruir dos sabores de todas as espécies de peixes.

 

Fonte: C.M. Silves