//Boticas e o Vinho (dos mortos)
vinho dos mortos

Boticas e o Vinho (dos mortos)

Ao ouvir-se falar em ‘Vinho dos Mortos’ associa-se de imediato a designação ao concelho de Boticas. Tal terminologia tem despertado o interesse de numerosos estudiosos e não deixa indiferente, nem o mais comum dos mortais.

 

Concelho

O concelho de Boticas ocupa uma parte da região do Barroso, área paisagística e natural com altas montanhas e vastos planaltos, com características singulares nos aspetos humano, económico e cultural.

 

Região

Está situado na província de Trás-os-Montes, distrito de Vila Real, e estende-se desde as serras do Barroso, Leiranco, Pindo ou Marcos até ao Rio Tâmega.

 

Vinho

Foram as Invasões Francesas que vieram originar o aparecimento do que hoje é um verdadeiro ex-libris de Boticas – o Vinho dos Mortos. Face ao avanço das tropas comandadas pelo General Soult, que na sua passagem tudo saqueavam e destruíam, a população de Boticas, para tentar defender o seu património, decidiu esconder, enterrando, o que tinha de mais valioso. O vinho foi enterrado no chão das adegas, no saibro, debaixo das pipas e dos lagares. Mais tarde, depois de os franceses terem sido expulsos, os habitantes recuperaram as suas casas e os bens que restaram. Ao desenterrarem o vinho, julgaram-no estragado. Porém, descobriram com agrado que estava muito mais saboroso, pois tinha adquirido propriedades novas. Era um vinho com uma graduação de 10º/11º, palhete, apaladado e com algum gás natural.

 

Gastronomia

A vitela Barrosã, o cozido à moda do Barroso, os enchidos e o ‘Mel de Barroso’ são sabores inconfundíveis e de excelência apresentados à mesa em Boticas.

 

Oferta Enoturística

Repositório histórico do Vinho dos Mortos

Dá a conhecer a história do Vinho dos Mortos.

 

Museu Rural de Boticas

Este museu aborda essencialmente a temática da ruralidade e da sociedade rural barrosã. A paisagem, as coisas e lugares, os atos do quotidiano, as festas e romarias; o entendimento da importância das tradições locais; o orgulho pela herança cultural legada e a preocupação pela salvaguarda e recuperação do património que existe em cada aldeia e lugar – eis as razões que levaram à criação deste espaço cultural.

 

Percursos pedestres

Foram criados a pensar em todos os apreciadores da natureza e dos circuitos tradicionais. Dão a conhecer a região, designadamente os moinhos, que aqui existem em número elevado, junto das linhas de água.

 

Feiras e Eventos

Feira Gastronómica do Porco

Mostra gastronómica que convida a conhecer e comprovar a riqueza e a qualidade da carne de porco e seus derivados, designadamente o fumeiro do concelho de Boticas, que é produzido de forma artesanal por muitos produtores locais.

 

Festa em Honra de Nossa Senhora da Livração

Tradicionais festividades que se realizam anualmente no terceiro fim-de-semana de agosto e que trazem à vila de Boticas milhares de romeiros e foliões. Figura emblemática associada a esta festa é a enorme imagem de S. Cristóvão colocada no meio do Ribeiro do Fontão.

 

vinho dos mortos
Feira Gastronómica do Porco

 

In: Territórios Vinhateiros, Olivícolas e Corticeiros de Portugal, edição da AMPV – Associação de Municípios Portugueses do Vinho.

Publicação no Jornal dos Sabores numa parceria com a AMPV.