//Beira Baixa – Papas de Carolo

Beira Baixa – Papas de Carolo

Há quem chame ‘arroz doce da Beira’ a este doce feito farinha de milho grosseira (carolo).

Esta é uma proposta culinária integrada na ‘Carta Gastronómica da Estrela Sul’, um território localizado, como o nome indica, a sul da Serra da Estrela. A edição é da ADERES – Associação de Desenvolvimento Rural da Estrela Sul.
Para além da ‘forma de fazer’ indicada na referida publicação, apresentamos no final da página um link para aceder a uma receita do acervo de Maria de Lourdes Modesto.

Muito popular na Beira Baixa, esta sobremesa é feita com base na farinha de milho amarelo ou branco muito grossa (sêmola). O carolo branco é mais apreciado, embora mais difícil de conseguir.

Para a confecionar, embora a farinha atualmente seja fornecida mais limpa, convém lavar várias vezes o carolo colocando-o num recipiente com bastante água fria e agitar de modo a trazer ao de cima o farelo que ainda possa existir.
Quando levantar fervura em água temperada com sal e casca de limão, que seja pelo menos duas vezes o volume de carolo, este é introduzido na panela, mexendo-se no início e conforme o preparado se vai tornando mais espesso.
Junta-se então o leite a pouco e pouco, mexendo sempre, e por fim adiciona-se o açúcar. Deixa-se cozer um pouco mais e serve-se enfeitado com canela.

O prato apresentado foi confecionado no Centro de Apoio a Crianças e Idosos de Cortes (CACIC) em Cortes do Meio.

Receita de Papas de Carolo

No acervo de Maria de Lourdes Modesto, disponível no site da ACPP – Associação de Cozinheiros Profissionais de Portugal, encontra-se uma receita onde a gastrónoma/investigadora chega mesmo a propor a apresentação das Papas de Carolo como “uns lindos pudins de papas”.

Consulte aqui:
https://www.acpp.pt/acervo-mlm-beira-baixa/108-doces/2962-papas-carolo