//Banana da Madeira deverá chegar às 22 toneladas este ano

Banana da Madeira deverá chegar às 22 toneladas este ano

A produção esperada para este ano representa um aumento de 800 toneladas em relação a 2016. Campanha recente considerava a banana “a 2ª melhor exportação da Madeira”.

Na revelação feita pelo secretário da Agricultura da Região Autónoma da Madeira ficou ainda a saber-se que 85% das 22 toneladas esperadas se destina ao mercado nacional que constitui, na verdade, o mercado de exportação deste fruto madeirense.

“Já temos mais 800 toneladas processadas relativamente ao ano passado e estamos a desenvolver um grande trabalho junto dos intermediários e comerciantes no mercado nacional para que o escoamento se faça naturalmente», disse Humberto Vasconcelos, durante uma visita à XVII Mostra Regional da Banana, que decorreu na freguesia da Madalena do Mar.

O governante sublinhou na ocasião que, no território nacional, a banana da Madeira constitui apenas 10% do total que é disponibilizado aos consumidores, já que “no verão, a banana da Madeira encontra a grande concorrência da banana oriunda da América do Sul, que chega a Portugal a um preço muito baixo», afirmou Humberto Vasconcelos, vincando que o fruto regional é o «mais caro» no mercado.

O secretário da Agricultura realçou, por outro lado, que o executivo está a investir em novos sistemas de certificação de qualidade, no sentido de defender os produtos da agricultura regional.

O concelho da Ponta do Sol é um dos maiores produtores de banana da região autónoma, sendo este um dos produtos mais importantes da agricultura madeirense.

2ª melhor exportação

Na página do facebook dedicada à Banana da Madeira, destaca-se a foto de Dolores Aveiro numa recente campanha de promoção em que, junto a um cacho de bananas, diz: “para mim, a 2ª melhor exportação da Madeira”.

Na página, a GESBA- Empresa de Gestão do Sector da Banana, Lda, define desta forma o fruto madeirense:
“A Banana da Madeira é uma espécie de origem nobre, imensamente rica em nutrientes e vitaminas, que concentra toda a doçura e intensidade do sabor original a banana no seu porte tradicionalmente mais pequeno”.