//Alvito e o Vinho
alvito

Alvito e o Vinho

Alvito é o ‘Coração do Alentejo’ e afirma-se na sua centralidade entre o litoral e a fronteira entre Évora e Beja.

 

Concelho

Pertence ao distrito de Beja, região do Alentejo e sub-região do Baixo Alentejo com cerca de 2500 habitantes e uma área de 264,85 km2.

 

Região

O concelho é, historicamente, um território de acentuada vocação agrícola. Vastos montados de sobreiros e azinheiras pontuam uma paisagem de altiplano com planícies de terras ricas de hortas e vinhedos.

A oliveira é uma presença constante nas duas povoações, Alvito e Vila Nova da Baronia.

O olival milenar, assume relevo nas encostas de Santa Luzia e evidencia ainda hoje a importância desta atividade no concelho e a excelência da produção oleícola.

 

Vinho

A vinha neste território é coeva com a fundação da vila. Sabemos da sua existência desde o séc. XIII, tendo ganho particular relevância no séc. XVI e mais tarde no séc. XIX quando as vinhas galgaram a serra de Alvito e Vila Nova da Baronia.

Atualmente a produção de vinho tem um impacto importante na economia local. A excelência dos vinhos de Alvito resulta de uma simbiose entre o clima e a riqueza das suas terras.

De entre os vinhos que se produzem, o Alvitus é uma referência. As cepas de Aragonez, Trincadeira e Castelão, dão um vinho generoso de sabores e odores que proporcionam um vinho tinto expressivo.

 

Gastronomia

Nos restaurantes do concelho, a açorda de cação, as migas de espargos ou em carne de alguidar, o borrego à pastora, a açorda de beldroegas, o feijão com catacuzes ou com carrasquinhas, e a açorda de catacuzes com bacalhau e ovo escalfado, são mimos para os mais requintados paladares. Esta gastronomia representa o que de melhor tem e sabe o Alentejo.

A singeleza das ervas do campo expressa a autenticidade da gastronomia alentejana, que transforma as coisas simples e humildes em verdadeiros aperitivos das mesas mais exigentes.

Nos doces destacam-se os pastéis de grão, os bolos folhados, o pão de ló e o bolo de mel.

 

 

Oferta Enoturística

Alvito e Vila Nova da Baronia conservam um património artístico digno de uma visita demorada.

A Casa dos Lobos da Silveira, do séc XV destaca-se pela sua arquitetura palaciana de feição militar marcada pelo mudejarismo evocativo das moiras encantadas.

A Igreja Matriz destaca-se pela sua monumentalidade, e pelo revestimento azulejar dos séculos XVIII e XVIII, da nave e do altar mor.

A arte manuelina descobre-se em singulares pórticos do casario e na Ermida de S. Sebastião.

Em Vila Nova da Baronia visite as igrejas de Nossa Sra. Da Conceição, Matriz e Sant’Águeda.

 

Feiras e Eventos

Feira dos Santos

Tradição com 500 anos – 1 a 3 de novembro.

 

Festas da Vila

Em honra da padroeira N. Sra da Assunção – em agosto, último fim-de-semana.

 

Procissão do Senhor Morto

Uma das procissões mais solenes de Alvito e realiza-se na Sexta-Feira Santa.

 

25 de Abril

Almoço popular comemorativo.

 

Feira da Conversa

3º Domingo de Julho. Reúne os vilanovenses em torno de uma feira de diversos eventos e de cariz cultural.

 

Romaria de Santa Águeda

Domingo de Pascoela

 

Festas de Santa Maria

15 de agosto. Em honra da antiga padroeira da igreja matriz.

 

 

In: Territórios Vinhateiros, Olivícolas e Corticeiros de Portugal, edição da AMPV – Associação de Municípios Portugueses do Vinho.

Publicação no Jornal dos Sabores numa parceria com a AMPV

 

Imagem: Monte dos Catacuzes