//Almeirim e o Vinho
almeirim

Almeirim e o Vinho

Almeirim tem uma ligação à agricultura e à cultura do vinho que é já milenar. Vinhas a perder de vista compõem o esplendor da Lezíria. A fertilidade das terras, aliada à abundância de água e ao clima de exceção, potenciaram o incremento da produção agrícola nesta região.

 

Concelho

Almeirim nasceu à beira do Tejo. Situa-se a cerca de 70 km de Lisboa e a 7 km de Santarém, em plena região ribatejana.

O concelho ocupa o território compreendido entre o rio Tejo e a Ribeira de Muge, onde encontramos terrenos de várias texturas: a zona de lezíria e campo, a charneca e as terras do bairro. Aliam-se os cursos de água e os solos de origem sedimentar e aluvionar, proporcionando condições microclimáticas especiais para a cultura da vinha.

 

Região

Almeirim possui excelentes condições para que o vinho seja um dos seus principais produtos agrícolas. Além do clima, os terrenos férteis são determinantes para que este território seja considerado uma zona vitícola nacional de qualidade superior.

 

Vinho

A cultura da vinha tem já uma longa tradição. Aquando da demarcação da Coutada de Almeirim, no ano de 1424, já se indicam vinhas na referida área. Os primeiros tempos do século XX não foram bons para os produtores vinícolas. Hoje as unidades de produção vinícola estão modernizadas, utilizando os mais recentes processos de vinificação, o que melhorou substancialmente a qualidade dos vinhos de Almeirim.

 

Almeirim é uma denominação de origem onde as castas tradicionalmente mais adequadas são Arinto, Fernão Pires, Tália e Trincadeira das Pratas para os brancos e Periquita e Trincadeira Preta para os tintos e rosados.

 

 

almeirim

Gastronomia

Sopa da Pedra é o ex-libirs da gastronomia regional do concelho. As bolas de pão caseiro designadas de ‘Caralhotas’, o melão de casca escura e texturada, a Massa à Barrão ou os Coscorões são também produtos de excelência.

 

Oferta Enoturística

Rota do Vinho

Almeirim pertence ao itinerário ‘Beira Tejo’ da Rota dos Vinhos, que se caracteriza pelas vinhas a perder de vista, pelo esplendor da Lezíria e pelas histórias do rio. As principais casas vitivinícolas do concelho são: Fiuza & Bright, Adega Cooperativa de Almeirim, Adega Cooperativa de Benfica do Ribatejo, Falua, Quinta da Alorna, Quinta do Casal Branco e Quinta do Casal Monteiro.

 

Pórtico do Paço dos Negros

Uma magnífica portada que daria acesso ao pátio, coroada por seis merlões marcadamente manuelinos e cujo arco é coroado pelo escudo real e ladeado de rosetas. Documentos históricos comprovam que foi uma residência real, mandada edificar por D. Manuel I junto à Ribeira de Muge.

 

Museu Municipal

O Museu Municipal de Almeirim é um espaço de cultura e tradição, onde se pode viajar no tempo e redescobrir a história de um povo à beira Tejo plantado. Este espaço museológico foi distinguido pela Associação Portuguesa de Museologia com uma Menção Honrosa, na categoria de Melhor Museu Português

 

Feiras e Eventos

Festas da Cidade

Decorrem no jardim da Biblioteca Municipal e promovem a tradição popular. O folclore, os toiros e campinos, a música popular e a gastronomia tradicional fazem parte desta festa, que todos os anos atrai muitos visitantes.

 

Festival da Sopa da Pedra

Uma iniciativa que promove a rica e diversificada gastronomia regional, em especial a famosa Sopa da Pedra. O artesanato, a mostra de atividades económicas e a música complementam a oferta do festival.

 

 

Festas das Freguesias

Raposa, Tapada, Paço dos Negros, Benfica do Ribatejo, Fazendas de Almeirim e Marianos)

 

Festival Internacional de Folclore Culturas e Arte

Festival Guitarra D`Alma.

Quinzena da Enguia na Freguesia de Benfica do Ribatejo

 

In: Territórios Vinhateiros, Olivícolas e Corticeiros de Portugal, edição da AMPV – Associação de Municípios Portugueses do Vinho.

Publicação no Jornal dos Sabores numa parceria com a AMPV

 

Imagens: Adega de Almeirim