//Aguardente DOC da Lourinhã

Aguardente DOC da Lourinhã

Em posição de igualdade com as célebres aguardentes francesas das regiões de Cognac e de Armagnac.

Em 1992 foi criada a Região Demarcada de Aguardente Vínica de Qualidade com Denominação de Origem Controlada (DOC), Lourinhã, que abran¬ge todo o concelho da Lourinhã e as freguesias limítrofes de Vale Covo (Bombarral), Serra d’el Rei e Atouguia da Baleia (Peniche), Campelos (Torres Vedras) e Olho Marinho (Óbidos).

Esta é a primeira e única Região Demarcada do País exclusivamente para a produção de Aguardentes, a que acresce o facto de ser uma das três existentes no espaço europeu, em posição de igualdade com as célebres aguardentes francesas das regiões de Cognac e de Armagnac.

A Aguardente DOC Lourinhã é produzida a partir de vinhos elaborados com uvas brancas e tintas das castas autorizadas e recomendadas, que são Alicante, Alvadurão, Broal Espinho, Marquinhas, Malvasia Rei (Seminário), Tália, Cercial, Fernão Pires, Rabo de Ovelha, Siria (Roupeiro), Seara Nova e Vital, nas brancas, e Cabinda, Carignan, Periquita e Tinta Miúda, nas tintas. Só recebem a menção DOC Lourinhã, atribuída pela Comissão Vitivinícola Regional de Lisboa, as aguardentes que respeitarem as condições de solo, as características de cultivo e as tecnologias de vinificação, conservação, destilação, envelhecimento e engarrafamento instituídas pela legislação.

Ao fim de um mês, o vinho segue para destilação. Em média, com 10 litros de vinho produz-se um litro de aguardente. O envelhecimento efetua-se igual¬mente na região, exclusivamente em barris de carva¬lho e de castanho, com capacidade até 800 litros. A aguardente é normalmente branca e é o estágio nos cascos que a faz ganhar cor. Esta aguardente não pode ser comercializada antes de cumpridos vinte e quatro meses mínimos de envelhecimento, ainda que a média seja de sete anos. Ou seja, na Lourinhã só se faz aguardente X.O. com, pelo menos, cinco anos de envelhecimento, embora existam ainda as categorias V.S. com três e V.S.O.P. com quatro.

Em 2004, foi criada a Colegiada de Nossa Senhora da Anunciação da Lourinhã, que assume como principal objetivo a defesa, o prestígio, a valorização, a promoção e a divulgação da Aguardente Vínica da Região Demarcada da Lourinhã.

Recorde-se que, durante mais de 200 anos, as casas produtoras dos melhores Vinhos do Porto benefi¬ciaram da Aguardente da Lourinhã para produzir os seus afamados vinhos licorosos.

Texto e fotos: Livro ‘ Os Sabores da Nossa Terra’: Leaderoeste – Associação para o Desenvolvimento e Promoção Rural do Oeste.