//Abertas as nomeações para o ‘Basque Culinary World Prize 2019’

Abertas as nomeações para o ‘Basque Culinary World Prize 2019’

Prémio de 100.000 euros destinado aos chefes que ‘transformam a sociedade através da gastronomia’.

Estão abertas as nomeações para o ‘Basque Culinary World Prize’, um prémio anual destinado a chefes inovadores com impacto em áreas que vão “para além da cozinha” como a tecnologia, a educação, o ambiente, a saúde, a produção alimentar e o desenvolvimento social ou económico.

Este prémio global único, agora na sua quarta edição, foi criado pelo Governo Basco e pelo Basque Culinary Center. O prémio celebra o impacto que a gastronomia pode ter quando os chefes utilizam a sua criatividade, conhecimento, liderança e empreendedorismo para gerar mudanças na sociedade.

A cada ano um júri interdisciplinar, formado por alguns dos chefes mais influentes do mundo, académicos e especialistas internacionais, elege o vencedor: um chefe, cujo trabalho representa os princípios inerentes ao prémio: transformar a sociedade através da gastronomia. O vencedor receberá 100.000 euros, destinados a um projeto à sua escolha, que expresse o poder de transformação da gastronomia.

Abertura das nomeações:
Até ao dia 15 de maio, os profissionais e instituições do setor da gastronomia podem nomear os chefes que demonstrem como a gastronomia se pode converter num motor de mudança.

O Basque Culinary World Prize apela ao conhecimento da comunidade gastronómica com o intuito de descobrir profissionais que, em qualquer lugar do mundo, desenvolvam projetos em áreas como a inovação, a tecnologia, a educação, o ambiente, a saúde, a indústria alimentar e o desenvolvimento social e económico. Qualquer pessoa com uma trajetória profissional ligada à cozinha, independentemente da sua cultura culinária ou nacionalidade, pode ser eleita para este prémio.

A história do prémio:
Em 2018 o chefe escocês Jock Zonfrillo recebeu o Basque Culinary World Prize por defender a cultura dos povos nativos da Austrália e salvaguardar as tradições culinárias indígenas. Através da Fundação Orana, Jock trouxe à culinária indígena uma perspetiva mais convencional, estabeleceu rotas para comercializar os produtos alimentares dos povos indígenas e documentou mais de 1200 ingredientes nativos para explorar novas formas de utilização.

O prémio é concedido pelo Basque Culinary Center (BCC), uma instituição académica e pioneira em todo o mundo, na sua dedicação ao ensino universitário e no desenvolvimento do potencial da gastronomia no que se refere à educação, pesquisa, inovação e empreendedorismo. Desde a sua criação em San Sebastian, no ano de 2009, que tem concentrado os seus esforços na criação de um espaço interdisciplinar que contribui para o profissionalismo do setor. Os membros do Júri e do Comité Técnico não podem ser nomeados para o prémio.

Para mais informações sobre os membros do júri e o mecanismo do prémio, visite o site: www.basqueculinaryworldprize.com