//65% das crianças portuguesas não consome dose recomendada de fruta e legumes

65% das crianças portuguesas não consome dose recomendada de fruta e legumes

Em cada 10 crianças portuguesas, seis não consomem a quantidade diária recomendada de frutas e legumes.

Os resultados são de um estudo da Associação Portuguesa Contra a Obesidade Infantil (APCOI) envolvendo 17.698 crianças com idades entre os dois e os dez anos, de escolas e jardins de infância de todo o país.

Os dados apurados concluem que 65% das crianças do estudo não cumprem a recomendação da Organização Mundial de Saúde (OMS) para uma ingestão mínima de três porções de fruta e duas porções de legumes por dia.

Mais preocupante ainda é o facto de este valor subir para 68,2%% nas crianças com seis e sete anos, como referiu à Lusa o presidente e fundador da APCOI, Mário Silva.

Na análise dos resultados por regiões, concluiu-se que é nos Açores é que se encontra a maior percentagem de crianças com consumo inferior ao recomendado com 84,7%. Segue-se a região do Algarve com 78,2%, a Madeira com 69,8%, a região de Lisboa e Vale do Tejo com 66,8%, o Norte e do Alentejo ambas com 63,4% e a região Centro com 62,5%.

No que pode ser considerado mais uma ‘acha para a fogueira’ da discussão da alimentação nas escolas, os investigadores investigadores concluíram que 85,8% dos alunos almoçam diariamente no refeitório da escola mas 54,5%, mais de metade, revelaram não incluir legumes no prato.

À Lusa, Mário Silva referiu tratar-se de “números muito alarmantes” que obrigam a uma ação urgente, no sentido de “sensibilizar os pais para a gravidade destes números para que eles se preocupem com este assunto e deem mais relevância àquilo que põem no prato das crianças”.