//4 de dezembro – Dia da(s) Bolacha(s)

4 de dezembro – Dia da(s) Bolacha(s)

Na verdade, esta data assinala o Dia da Bolacha. Mas quem consegue comer só uma?

Embora não tenha grande popularidade em Portugal, o dia 4 de dezembro é assinalado em muitos países como o ‘Dia da Bolacha’. No título optámos por lhe chamar ‘Dia das Bolachas’ porque normalmente há uma grande dificuldade em comer apenas uma. Como acontecia com o engraçadíssimo e muito popular ‘Monstro das Bolachas’, personagem da série infantil de televisão que estreou em 1989 na RTP
Criado por Jim Henson em 1966, o Cookie Monster (no original) perdia a cabeça perto de bolachas mas em 2006 isso mudou, com o Monstro das Bolachas a entrar na campanha contra a obesidade infantil e a começar a comer coisas mais saudáveis.

A mais famosa bolacha do mundo é a ‘Bolacha Maria’ que, pelo nome, há quem pense ser de origem portuguesa. Mas na verdade ela foi criada em 1874 por um padeiro inglês em homenagem à grã-duquesa Maria Alexandrovna da Rússia, que nesse ano, casou com Alfredo, duque de Edimburgo.
Como a maioria dos ‘dias comemorativos’, o ‘Dia da Bolacha’ pretende chamar a atenção para este produto: as bolachas. Ou será antes, para os biscoitos? É que, há uma certa confusão entre ambos.
Há quem afirme que as bolachas se caraterizam por ser secas e ter um formato mais plano. Já os biscoitos podem ser secos ou húmidos, e possuir um formato mais arredondado.

A empresa ‘A Nacional’ apresenta no seu site a ‘História das Bolachas’, embora todo o texto refira sempre… biscoitos. Eis um pequeno excerto:
“O biscoito é quase tão antigo quanto a nossa civilização e a história conta que, um dia, ao sobrar grãos moídos, a pasta deve ter-se misturado com um pouco de água e, em seguida, foi colocada no forno para secar. Esta seria a primeira variação de biscoito, sem forma definida ainda. Ao longo do tempo, os egípcios foram testando novas receitas de pães e começaram a produzir biscoitos, feitos em formas de animais e humanos.
Em França concluiu-se que ao ‘assar’ o biscoito duas vezes, conseguia-se conservá-lo por mais tempo. Daí a origem da palavra biscoito, palavra da língua portuguesa originária da palavra francesa bis-cuit, que significa assado duas vezes.”

Já a revista da indústria alimentar ‘Tecnoalimentar’ refere “três tipos de bolachas tradicionais do mercado nacional, maria, cream cracker e biscoitos”.
Chamem-lhes o que quiserem, mas aproveitem o dia para comemorar pois entre as duas definições, são centenas (milhares) as opções.