//12 anos a ‘mexer’ com os territórios vinhateiros

12 anos a ‘mexer’ com os territórios vinhateiros

Associação de Municípios Portugueses do Vinho (AMPV) assinalou a 30 de abril o 12º ano de atividade.

O dia de aniversário foi assinalado na abertura da ‘Festa do Vinho & Pão’ que decorre até 5 de maio no Cartaxo, organizada pelo município local que atualmente preside à AMPV.

Mas as comemorações vão acontecer durante a Feira Nacional da Agricultura, em Santarém, onde esta associação conta com um pavilhão próprio para o qual está previsto um intenso programa que contará com a presença de um grande número de produtores oriundos dos cerca de 80 municípios associados, de todas as regiões vitivinícolas, incluindo Açores e Madeira.

Assim, o dia 13 de junho será assinalado como ‘Dia das Cidades do Vinho’, numa evocação dos municípios que até esta data já conquistaram o direito a ostentar o galardão de ‘Cidade do Vinho’ e a associação fará a entrega dos ‘Prémios Prestígio AMPV’ e uma homenagem nacional, a título póstumo, ao Eng.º João Carvalho Ghyra.
Para este dia, no ‘Espaço AMPV’, estão programadas as seguintes atividades:
18.00 h – Colocação das placas do XII Aniversário da AMPV e X Aniversário das ‘Cidades do Vinho’.
19.00 h – Sessão solene da entrega dos ‘Prémios Prestígio AMPV’, seguida da assinatura de protocolo entre as ‘Cidades do Vinho’.

Entre a atividade de apoio e promoção dos territórios produtores de vinho dos seus associados desenvolvida desde 30 de abril de 2007, esta associação promoveu a atribuição do título ‘Cidade do Vinho’, criou a Rede de Museus Portugueses do Vinho, impulsionou a Rede das Aldeias Vinhateiras de Portugal, instituiu com a RECEVIN o ‘Dia Europeu do Enoturismo’, organiza a participação portuguesa no concurso italiano ‘La Selezione del Sindaco’ e promove anualmente a eleição da ‘Rainha das Vindimas de Portugal’.

Integra ainda organismos como a Recevin – Rede Europeia das Cidades do Vinho, Associação das Rotas dos Vinhos de Portugal (ARVP), Aenotur – Associação Internacional de Enoturismo, Iter Vitis – os Caminhos da Vinha, Retecork – Rede Europeia de Territórios Corticeiros e a Federação Portuguesa de Turismo Rural.