Wine Spectator elege ‘Poeira 2014’

‘Poeira branco 2014’, com 93 pontos, foi eleito o “melhor branco português” da vindima de 2014” de uma extensa lista de vinhos brancos (de várias colheitas) provados pela WS em 2016.

Na edição de agosto, Portugal, seus vinhos e produtores voltam às “páginas centrais” da conceituada revista norte-americana Wine Spectator (WS). A destacar está a performance do ‘Poeira branco 2014’, que com 93 pontos foi eleito o “melhor branco português” da vindima de 2014” e de uma extensa lista de vinhos brancos (de várias colheitas) provados pela WS em 2016.

19.1No que toca aos brancos da colheita de 2014, foram já milhares as referências, provenientes de todo o Mundo, que a WS tem vindo a provar. No total, apenas 15 vinhos obtiveram pontuações entre os 93 (‘Poeira branco 2014’) e os 96 pontos (nota máxima nos brancos de 2014), sendo este néctar da Quinta do Poeira o único português.

Excelentes notícias para o enólogo Jorge Moreira, ainda mais quando recebidas em vésperas de celebrar 20 vindimas e 20 anos a desenhar e criar néctares no Douro (e mais recentemente também no Dão, com a marca M.O.B.). Enólogo na Real Companhia Velha e na Quinta de la Rosa, Jorge Moreira tem, desde 2001, na Quinta do Poeira o seu projecto pessoal. Um projecto de família cuja gestão é partilhada com a sua mulher, Olga Martins, também ela enóloga de formação e a trabalhar no sector como CEO da Lavradores de Feitoria.

O ‘Poeira branco 2014’ é a terceira edição (antecederam-se 2012 e 2013) de um vinho bastante peculiar: um monocasta de Alvarinho, feito 100% a partir desta que é uma variedade típica da região dos Vinhos Verdes. Plantada na Quinta do Poeira – propriedade situada em Provesende, em pleno Douro Vinhateiro –, dá origem a néctares em que as características do terroir duriense se impõem.

Segundo as palavras do próprio enólogo Jorge Moreira, “este vinho é um exemplo da diversidade do Douro. É o concretizar de um sonho e a prova de que mesmo nos locais de maior tradição vale a pena inovar e arriscar quando se acredita. Mais do que um Alvarinho, é um vinho da Quinta do Poeira, em tudo semelhante aos seus irmãos tintos”.
Um branco de “sombra”, com uvas provenientes de uma vinha plantada em encosta com exposição norte e muito protegida do sol. Foi vinificado em barricas de carvalho francês de 500 litros e com estágio de oito meses em madeira e um ano em garrafa. O ‘Poeira branco 2014’ deu origem a cerca de 2.500 garrafas, com um preço de venda ao público de 30 euros.

(Informação da empresa)

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *