//Vinho faz parte da refeição?

Vinho faz parte da refeição?

Parece já não existirem grandes dúvidas de que o vinho é ‘parte integrante’ de uma refeição.

Enoturismo, turismo gastronómico, e enogastronomia que pode designar a harmonizações entre vinho e comida, são designações (ou conceitos) que nos habituámos a ouvir sobretudo entre os enófilos, gastrónomos, ou enogastrónomos.
Independentemente das expressões utilizadas, a verdade é que cada vez mais se elogia uma refeição quando a comida, acompanhada por vinho, nos satisfaz.

Na primeira edição da Wine Summit, em Cascais, em 2017, o jornal ‘Observador’ falou com Eric Asimov, crítico de vinhos do The New York Times que revelou encarar o vinho como parte da refeição. “O vinho tem vindo a ser parte da minha apreciação pela comida. Ainda penso no vinho como um componente das refeições”, sublinhou.

Já em novembro de 2018, os resultados do estudo ‘Hábitos de consumo de vinho’ revelaram que esta bebida “se consome na maioria das vezes, no decorrer da refeição”.

O questionário de 57 perguntas permitiu concluir que o consumo de vinho envolve sociabilização à refeição e que o seu consumo sem socialização é reduzido. É uma bebida que se consome na maioria das vezes acompanhado e principalmente no decorrer da refeição, realizando-se com maior frequência em casal, em família ou com amigos.
“A maioria dos empresários e gestores inquiridos não concebe beber fora das refeições, da mesma maneira que nesses momentos não admite trocar o vinho por outras bebidas alcoólicas”, afirmou, em comunicado, Ramiro Martins, professor na AESE e responsável pela empresa de estudos de mercado que realizou o inquérito, a “the Mediatheque”.
Embora de acordo com o estudo haja, sobretudo entre os jovens, disponibilidade para socializar com vinho fora da refeição, esta bebida é, cada vez mais, entendida como ‘parte integrante’ da refeição com um numero cada vez maior de consumidores a ‘procurar’ a melhor harmonização/vinho comida.

O grande desafio é preparar os colaboradores do serviço de mesa para apoiar os clientes nessa escolha.

Foto: Mesa de Reguengos de Monsaraz