«Vinho dos mortos» português é ‘imitado’ no Brasil

Uma adega dos arredores de São Paulo, no Brasil, fez da tradição do «Vinho dos Mortos» uma atração que inclui fado.

A adega Quinta do Olivardo, em São Roque, a 60 Km de São Paulo, promoveu um evento em que os visitantes percorreram as vinhas para desenterrar garrafas de vinho guardadas debaixo de terra durante seis meses. A outros foi possibilitado adquirir garrafas para enterrar, voltando daqui a alguns meses para apreciar a bebida.

A organização do evento pretendeu, deste modo, recriar um acontecimento decorrido em Boticas, no distrito de Vila Real, no qual os habitantes deste município, quando em 1808, perante o aproximar das tropas francesas, com medo que os pilhassem, esconderam vários bens, entre eles o vinho. Quando o desenterraram, perceberam que estava muito mais saboroso e tinha adquirido propriedades novas.

A notícia do jornal Floripa acrescenta que o restaurante desta empresa vitivinícola foi decorado com pormenores alusivos ao século XIX, nomeadamente iluminação com tochas e velas e, para a componente musical foi convidada uma fadista, Ciça Marinho que interpretou “clássicos da música portuguesa” refere o jornal.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *