Vem aí o bacalhau nº 500 milhões

Noruegueses revelam que a 22 de Julho chega Portugal um carregamento de bacalhau, onde se inclui o exemplar «500 milhões».

Dever-se-á ter em conta que, seguramente, já nos chegaram muitíssimos mais exemplares, já que pelo menos desde o século XIV o bacalhau nos chega daquelas paragens.

Trata-se, portanto, de assinalar de forma simbólica, por parte do Conselho Norueguês das Pescas (Norge), a venda de 508.399.822 bacalhaus a Portugal (com base num rácio entre a tonelagem e o peso médio dos peixes) até maio de 2016.

O número de exemplares indicado pelos noruegueses refere-se aos registos pós 1946, um ano depois do final da II Guerra Mundial, em que a Noruega foi invadida pela Alemanha, período em que o comércio foi praticamente interrompido.

Setenta anos depois, a cidade norueguesa de Bergen envia-nos os peixes no veleiro Statsraad Lehmkhul, que chegará a Lisboa para participar nas Tall Ship Races, um evento náutico que traz à capital portuguesa grandes veleiros de todo o mundo.

A viagem do bacalhau para Portugal começou com pompa e circunstância, com um peixe a ser entregue por um membro da direcção da Associação de Chefs da Noruega, Kristine Ounebo, ao capitão de um dos mais emblemáticos navios do país, o veleiro centenário Statsraad Lehmkuhl, numa cerimónia promocional.

Ainda não é conhecido o programa do evento que em Portugal irá assinalar a chegada do «Bacalhau 50º milhões».

O bacalhau é conhecido em Portugal pelo menos desde o século X, na sequência da vinda dos povos nórdicos à procura de sal, para conservação do pescado capturado no Atlântico Norte. Nessas incursões pelo nosso território, os visitantes trocavam bacalhau por sal.

O primeiro tratado que se conhece relacionado com a pesca por portugueses no Atlântico Norte foi celebrado em 1353, entre o rei de Inglaterra, Duarte II e D. Pedro I. Durante 50 anos os nossos marinheiros de Lisboa e do Porto foram autorizados a pescar na costa inglesa. Alguns historiadores acreditam que a moeda de troca era o vinho verde, exportado de Viana do Castelo para a Grã-Bretanha.

No ano passado, Portugal importou da Noruega 24.848.155 quilos de bacalhau, o que significa um consumo médio de 2,4 quilos por pessoa.

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *