“Um eléctrico chamado Tágide”

Novo projecto do Restaurante Tágide pretende dar continuidade à sua nova filosofia gastronómica, com o contraste entre a tradição e a modernidade.

Trata-se de uma esplanada, que também é uma homenagem ao conhecido Eléctrico 28, que todos dias passa à porta do restaurante, num convite a quem passa, para viajar pela rota dos sabores da sua carta e conhecer todo o misticismo da época dos descobrimentos, especialmente as Ninfas que habitaram os mares nunca antes navegados. Foi nas Ninfas de Camões que o novo chef do Restaurante Tágide, Gonçalo Costa, também se inspirou para criar a carta que promete deixar água na boca.

“Este projeto “Um Eléctrico chamado Tágide” surge de uma parceria com a Academia Nacional de Belas Artes, que aceitou lançar um desafio aos alunos de Belas Artes para a criação da imagem para esta esplanada, tendo como temática a cidade de Lisboa, as ninfas do Tejo de Camões, a adaptação do tema ao formato do eléctrico e a marca da Portugalidade que queremos transmitir aos nossos clientes”, explica Suzana Barros de Brito, proprietária do Restaurante Tágide e impulsionadora deste novo projeto. “Luís de Camões pediu inspiração às Tágides para escrever Os Lusíadas. E nós pedimos aos alunos que dessem asas à sua imaginação. Neste caso, foi Catarina Serafim, aluna finalista do curso de Design de Comunicação da Faculdade de Belas Artes, a vencedora deste desafio,”, refere Suzana Barros de Brito.

“Representar Lisboa, especialmente num eléctrico, foi um verdadeiro desafio! Lisboa é cor, é a música cantada pelas fadistas de Alfama, o Sol, a Alegria, o Tejo, a literatura, a calçada, os manjericos… enfim, a cidade é uma excelente fonte de inspiração e foram estes os elementos que senti a obrigação de retratar. As Tágides, belas e sensuais, de “Os Lusíadas” de Luís Vaz de Camões também não poderiam faltar, não sendo elas as personagens principais deste projeto!”, explica Catarina Serafim, aluna finalista na Faculdade de Belas Artes da Universidade de Lisboa no curso de Design de Comunicação.

Largo da Academia Nacional de Belas Artes, Lisboa
Das 12:00 às: 21:00 – Sextas e sábados até às 22:00

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *