//Turismo gastronómico sustentável de Portugal

Turismo gastronómico sustentável de Portugal

O Medfest revelou os quatro projetos vencedores, localizados em distintas regiões do continente de Portugal.

No município de Bragança, venceu o projeto “Couscous Transmontano”, que se propõe reabilitar este cereal esquecido, mas que existe em Portugal desde o tempo dos árabes, dos mouros aos sefarditas. Alimento muito popular de ricos e pobres, este tesouro escondido da gastronomia transmontana é hoje raramente associado à cultura nacional.

O ‘workshop’ de cuscos pretende recriar o ciclo da colheita destes cereais em Palácios, uma aldeia em Bragança, realizando as típicas atividades agrícolas da ceifa e da malha ao ritmo de canções tradicionais e, depois, fazendo o couscous transmontano, utilizando a farinha de trigo e as masseiras do pão.

O segundo projeto vencedor é das Aldeias de Portugal, a norte, e dá pelo nome de “Almoce e jante connosco”. A proposta passa por abrir as portas das casas das aldeias históricas e oferecer aos turistas uma imersão na vida real dos habitantes, através de uma refeição tradicional e do convívio em família. Esta experiência diferenciada oferece a possibilidade de provar uma refeição em família e ao mesmo tempo fazer amigos entre os locais. O regresso é garantido.

Mais a Sul, em Mértola, outro projeto selecionado foi o “À noite no mercado”. Tendo como enfoque principal o produto, os mercados municipais de Mértola e Mina de S. Domingos acolhem todos os que quiserem participar numa conversa em torno de temáticas associadas à alimentação ou a um produto local, de época. Quem vem é convidado a trazer algo de casa para partilhar, e depois da conversa, come-se – claro -, e canta-se.

Por fim, o quarto projeto selecionado foi o “Taste Algarve”. Sedeado em Tavira, este promove a gastronomia algarvia e os produtos locais através de workshops de cozinha, provas de degustação, visitas a produtores locais e programas gastronómicos desenvolvidos numa tradicional fazenda algarvia, o Monte do Álamo. Miúdos e graúdos podem deste modo pôr a mão na massa e confecionarem eles mesmos uma série de iguarias algarvias que irão degustar.

Os projetos apresentaram a sua candidatura em junho ao MEDFEST, o projeto INTERREG-MED que agrupa oito países europeus em torno do Mediterrâneo e do Turismo Sustentável.

Sobre o Medfest

O MEDFEST é um projeto de três anos (2017-2019), inserido no programa de cooperação INTERREG-MED, que une oito países do Mediterrâneo na valorização do Turismo Gastronómico Sustentável. O chefe Vítor Sobral é o embaixador nacional do MEDFEST.