//Torrão do Alentejo: ‘a vila doce’

Torrão do Alentejo: ‘a vila doce’

São 17 os doceiros que participam no ‘Torrão Doce’, uma mostra de doçaria que acontece a 12, 13 e 14 de abril, no concelho de Alcácer do Sal.

Neste território concelhio ainda no distrito de Setúbal, que ’dá’ entrada no Alentejo é absolutamente obrigatório falar de pinhão, cuja importância económica leva a que também seja chamado ‘ouro branco’. E quem fala em Pinhão e Alcácer do Sal, fala de pinhoadas.

E porque Torrão do Alentejo é uma das freguesias deste município, também aqui podem encontrar-se as pinhoadas, sobretudo neste fim de semana de 12, 13 e 14 de abril em que, no Jardim do Coreto da vila acontece o ‘Torrão Doce’.

Mas há mais, muito mais, como o bolo fidalgo, hóstia real, bolo raiva, tartes e tortas variadas, a par de licores, compotas e bombons que são algumas das ‘doces propostas’ que poderão ser degustadas neste certame promovido pela Câmara Municipal de Alcácer do Sal.

Nesta segunda edição, o ‘Torrão Doce’ reforça o objetivo de valorizar e dinamizar a doçaria conventual e tradicional, incentivar a produção e divulgar os produtos endógenos do concelho (tais como pinhão, mel, arroz, azeite, a gastronomia em geral e o artesanato) e promover as potencialidades turísticas da região.
Além dos deliciosos bolos e doces, a iniciativa inclui ainda uma programação de cante alentejano e música tradicional portuguesa que irá, certamente, contribuir para a animação do certame.

Torrão do Alentejo

A vila do Torrão fica situada a 35km de Alcácer do Sal, a 45km de Évora e a 87km de Setúbal e tem 372.763 km2. A principal acessibilidade é a EN2, que faz a ligação a Montemor-o-Novo e Ferreira do Alentejo. A freguesia tem 2.295 habitantes (fonte: INE – Carta Administrativa Oficial de Portugal 2012).
As principais atividades económicas do Torrão são a pecuária, agricultura, construção civil, produção de cortiça, vinho, azeite e pão. No artesanato encontram-se miniaturas de madeira, cerâmica pintada à mão, ferradores e ferreiros, empalhamento de cadeiras, rendas e bordados.
A designação Torrão tem origem na palavra torrejam, que significa ‘torre grande’.