Symington anuncia quatro ‘Porto Vintage de 2015’

Cockburn’s Bicentenário, Graham’s The Stone Terraces, Dow’s Quinta da Senhora da Ribeira e Quinta do Vesuvio são os Vinhos do Porto eleitos.

A Symington Family Estates anuncia o lançamento de quatro Vinhos do Porto Vintage do ano de 2015, os quais apresentam grande qualidade com capacidade de envelhecimento para as próximas décadas: Porto Vintage Bicentenário 2015 da Cockburn’s, The Stone Terraces 2015 Vintage Porto da Graham’s, Quinta do Vesuvio 2015 Porto Vintage e Dow’s Quinta da Senhora da Ribeira Porto Vintage 2015. As condições climatéricas apresentaram bastantes desafios ao longo do ano, mas o microclima do Douro Superior e a mestria e precisão de vindimar, em cada quinta e parcela na altura certa, proporcionaram condições únicas para produzir estes quatro Vinhos do Porto Vintage.

Cockburn’s Porto Vintage Bicentenário 2015

A Symington tem vindo a investir sistematicamente na melhoria das vinhas da Cockburn’s – Quinta dos Canais e Quinta de Vale Coelho –, no Douro Superior. Os efeitos refletiram-se, logo, no Cockburn’s Porto Vintage 2011, que recebeu 18 pontos da Revista de Vinhos, sendo considerado por João Paulo Martins “um Porto dos Deuses”. O sucesso repercutiu-se em pontuações impressionantes de várias revistas americanas: Wine Spectator (97 pontos), Wine Enthusiast (97 pontos), James Suckling (98 pontos) e pela reputada crítica britânica, Jancis Robinson (18,5/20). O provador Neil Martin descreveu-o na publicação “eRobertParker” da seguinte forma: “Definição maravilhosa. Relembra os clássicos de outrora. A Cockburn’s está de volta”. Agora, é a vez do Porto Vintage 2015 Bicentenário da Cockburn’s – vinificado em lagares da pequena adega da vizinha Senhora da Ribeira e que assinala os 200 anos da marca – receber o devido reconhecimento pela elevada qualidade, nesta seleção da Symington.

Graham’s Porto Vintage The Stone Terraces 2015

O The Stone Terraces 2015 foi também escolhido pela Symington para integrar o quarteto de Portos Vintage agora lançados pela empresa. Fruto da sua localização privilegiada nos Malvedos e das múltiplas exposições das parcelas onde nasceu, este é um vinho que se evidencia com uma extraordinária elegância e complexidade. O antecessor — o 2011 — obteve grande reconhecimento por parte da crítica nacional (Pedro Garcias, do Público, considerou-o como “soberbo”) e internacional: 97 pontos pela Wine Spectator, 18,50/20 da crítica Jancis Robinson.

Quinta do Vesuvio Porto Vintage 2015

Com 133 hectares de vinha disposta em terraços, a Quinta do Vesuvio vê agora um dos seus vinhos a ser escolhido para pertencer ao conjunto de Vinhos do Porto Vintage da Symington de 2015. Este é um dos locais onde os métodos tradicionais de vinificação ainda são perpetuados em grande escala: em cada vindima, 50 pessoas vindimam as uvas à mão, sendo depois pisadas ao final da tarde durante cerca de três horas. Em 2015, o bom tempo até ao início de outubro — conjugado com alguma chuva oportuna — permitiu a conclusão da vindima sob condições ideais, fatores que resultaram no Porto Vintage Quinta do Vesuvio 2015, sinónimo de uma arrebatadora concentração e elegância, e capaz de espelhar os grandes Portos Vintage do século XIX desta majestosa propriedade.

Dow’s Quinta da Senhora da Ribeira Porto Vintage 2015

A Quinta da Senhora da Ribeira é uma das mais relevantes propriedades do Douro Superior. Em conjunto com a Quinta do Bomfim, esta vinha tem sido o pilar dos Porto Vintage da Dow’s ao longo de 125 anos, como é visível pelos comentários das revistas portuguesas da especialidade relativamente ao Porto Vintage de 2007 – apelidado como “absolutamente monumental” por Rui Falcão, da Guia de Vinhos 2010 – e pela pontuação máxima atribuída pela Wine Spectator (100 pontos) e que viria ainda a distinguir o Porto Vintage 2011 com 99 pontos. Em 2015, sucederam as condições necessárias para maturações equilibradas na Senhora da Ribeira, que resultaram em uvas plenamente amadurecidas com boa concentração e teores de açúcar equilibrados. As melhores uvas de Touriga Nacional e Touriga Franca foram vinificadas nos lagares da Quinta em conjunto com algumas uvas da casta Sousão, originando um Vinho do Porto com cor intensa púrpura-negra opaca, de grande complexidade e acidez equilibrada.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *