//‘Sol Engarrafado’ volta 40 anos depois

‘Sol Engarrafado’ volta 40 anos depois

Vinho licoroso desaparecido no início da década de 80, reapareceu e quer ser “um grande embaixador” da Figueira da Foz.

Lourenço Silva, responsável da empresa Dapaval, responsável pelo relançamento da bebida, afirmou à Lusa que o objetivo é fazer do ‘Sol Engarrafado’ um grande embaixador da Figueira da Foz para que, “ quando vamos a algum lado, a nível nacional e internacional, podermos levar o Sol e alguém que venha à Figueira poder daqui levar o nosso Sol também”.

Tudo começou há mais de 60 anos quando Manuel Lopes, de tanto ouvir os visitantes dizerem que o sol era o melhor que a Figueira da Foz tinha, resolveu proporcionar-lhes o prazer de «levar» o sol com eles.

Proprietário de um armazém de vinhos, o empresário, já falecido, lembrou-se de passar a oferecer aos inúmeros visitantes um licor, produzido em Almeirim, engarrafado no armazém em garrafas personalizadas por si próprio.
A bebida a que decidiu chamar ‘Sol Engarrafado’ fez sucesso e, como foi referido na recente apresentação, Manuel Lopes terá contado que “oferecia sempre um cálice a todos os que o visitavam, nem que lá fossem três ou quatro vezes por dia”.

Com o falecimento do empresário, no início da década de 1980 o licor deixou de ser distribuído.

Agora o ‘Sol Engarrafado’ foi recuperado pela empresa que lançou uma primeira série de 5.000 garrafas, com rótulos modernos, onde sobressai um sol estilizado.

Lourenço Silva, da Dapaval, afirmou que para além de querer que o licor se assuma como um verdadeiro embaixador da Figueira da Foz, pretende também que a marca ‘Sol Engarrafado’ possa vir a patrocinar “clubes recreativos desportivos e culturais e associações que passam por mais dificuldades no concelho”.

Saiba mais na página do facebook: Sol Engarrafado