//Sabores e Aromas das ‘Viagens Magalhãnicas’

Sabores e Aromas das ‘Viagens Magalhãnicas’

Escola Profissional do Vale do Tejo vence Concurso de Gastronomia inspirado na viagem de Fernão de Magalhães

A Escola Profissional do Vale o Tejo, Santarém, foi a grande vencedora da final do Concurso de Gastronomia “Sabores e Aromas das Viagens Magalhãnicas”.

A equipa foi constituída pelos alunos Rúben Frazão, Bruna Ferreira e Cristiana Amaral (sob orientação do formador chefe José Pereirinha) e irá receber uma viagem para assistir ao Campeonato do Mundo das Profissões (WorldSkills), que decorre em Kazan, na Rússia, de 19 a 28 de agosto. Em segundo lugar ficou a Escola de Hotelaria e Turismo de Portalegre e em terceiro lugar Escola de Hotelaria e Turismo Douro-Lamego.

Esta foi uma iniciativa do Ministério da Educação no âmbito das Comemorações do V Centenário da Viagem de Circum-Navegação de Fernão de Magalhães/Elcano. O júri, composto pelos chefes Luís Machado, Odete Lopes e Luís Pinto, avaliou a melhor proposta composta por entrada, prato principal, sobremesa e duas bebidas, inspirados na viagem e nas tradições gastronómicas dos países da rota da viagem de circum-navegação.

O concurso é uma das ações inseridas no programa oficial da Estrutura de Missão para as Comemorações do V Centenário da Viagem de Fernão de Magalhães. O concurso foi uma organização conjunta da Agência Nacional para a Qualificação e o Ensino Profissional, ANQEP, em parceria com o Turismo de Portugal e o Instituto do Emprego e Formação Profissional, e destinou-se aos alunos de cursos de Hotelaria e Restauração.

“Um dos motivos que levou Fernão de Magalhães a planear a sua viagem foi a procura de uma nova rota para ter acesso às especiarias do Oriente. Assim, vemos como a gastronomia é um importante motor de busca do conhecimento e de inovação”, sublinhou José Marques, presidente da Estrutura de Missão para as Comemorações do V Centenário de Circum-Navegação de Fernão de Magalhães/Elcano, durante a cerimónia de atribuição dos prémios. “Creio que a melhor forma de celebrar este feito histórico é apostar no mesmo espírito pioneiro e estimular os nossos jovens a desenvolverem projetos inovadores, com novas soluções para o presente e para o futuro da humanidade”, concluiu.

Ementa Vencedora:

Aperitivo
Caipirinha dos Mares do Sul (bebida para despertar o palato, inspirada nas culturas e paragens da viagem de circum-navegação, com cachaça brasileira, papaia, groselha, lima e açúcar)

Entrada
Coelho canário (entrada com coelho, abundante nas ilhas Canárias, uma das paragens da rota da primeira viagem de circum-navegação; pimento, alimento típico da gastronomia espanhola, chicória e lascas de queijo manchego)

Prato principal
As Espumas dos Mares Navegados (bacalhau, típico da gastronomia portuguesa, batata-doce e tomate, alimentos originários do Novo Mundo; e as espumas de ervas aromáticas, salsa e coentros, que lembram a travessia dos oceanos)

Sobremesa
Doce Amargo (dos campos férteis das Filipinas, onde Magalhães veio a falecer, vem o arroz, aromatizado com manga e maracujá, sendo decorado com groselha)

Digestivo
Paraíso das Especiarias (ao Rum, que tradicionalmente era consumido pelos marinheiros, juntou-se o coco das ilhas paradisíacas do Oceano Pacífico e a canela, uma das especiarias procuradas na viagem de circum-navegação).