//Restaurante emprega pessoas com ‘demência’

Restaurante emprega pessoas com ‘demência’

‘Ordens erradas’ (ou pedidos trocados) é, em tradução livre, o nome deste restaurante em Tóquio.

Trata-se do Restaurante ‘Mistaken Orders’ onde os empregados possuem algum grau de demência. Por essa razão, grande parte dos pedidos dos clientes são trocados.

Sabe-se que muitas pessoas com este tipo de problemas não encontram trabalho e acabam por ficar em casa obrigando à disponibilização de cuidadores a tempo inteiro, mas também que o aumento da socialização e a vivência em comunidade podem ser bastante benéficos para estes doentes.

Ora em Tóquio, no Japão, um restaurante assumiu o objetivo de alterar estereótipos e contribuir para aumentar a consciencialização sobre a demência, contratando empregados com esse problema. O restaurante ‘das Ordens Erradas’ quer criar uma comunidade aberta e acolhedora para pessoas que vivem com demência e Alzheimer e ajudando-as a manter-se integradas na sociedade.

Dizem (escrevem) os promotores desta iniciativa: “Todos os nossos empregados são pessoas que vivem com demência. Eles podem, ou não, executar o seu pedido corretamente. No entanto, tenha a certeza de que, mesmo que seu pedido seja errado, tudo no nosso menu é delicioso e único. Isso, nós garantimos.

As respostas dos clientes são normalmente: “Tudo bem se meu pedido estiver errado. De qualquer maneira, é tão agradável o que vocês fazem. Ou então, palavras de encorajamento como: ”Esperamos que esse sentimento de abertura e compreensão se espalhe pelo Japão e pelo mundo”.

Shiro Oguni, responsável pelo restaurante, conta que “embora alguns empregados possam, por exemplo, servir água duas vezes ou trocar a mesa com os pedidos, os clientes riem e simplesmente apreciam a comida que recebem. As pessoas sentem-se à vontade e sorriem do fundo dos seus corações, independentemente de terem demência ou não.”

Fotos do site
http://www.mistakenorders.com/en/home.html