Região Centro aposta na fileira do vinho

O projeto de cooperação entre cinco CVR abrange a viticultura e enologia, certificação de qualidade e promoção e valorização dos territórios onde se cultiva a vinha em Portugal.

O Programa Estratégico de Apoio à Fileira do Vinho na Região Centro, para o qual está já assegurado um investimento público de cerca de 3,5 milhões de euros junta as Comissões Vitivinícolas de Lisboa, Tejo, Beira Interior, Bairrada e Dão a que se juntam a CCDR – Comissão de Coordenação da Região Centro, o Instituto Nacional de Investigação Agrária e Veterinária (INIAV) e os Institutos Politécnicos de Castelo Branco e de Viseu.

O projeto de cooperação entre estas cinco CVR abrange três eixos fundamentais: viticultura e enologia, certificação de qualidade e promoção e valorização dos territórios onde se cultiva a vinha em Portugal.

9-1Na apresentação do programa, Vasco d’Avillez, presidente da CVR Lisboa revelou que a gestão deste projeto financiado pelos programas comunitários Centro 2020 e Portugal 2020 será da responsabilidade da CVR Lisboa, prevendo-se que “esta iniciativa vá alavancar investimentos privados no montante de cerca de 15 milhões de euros, apenas nas vinhas, sem contar com o impacto que pode ocorrer na área do enoturismo”.

O presidente da CVR Lisboa adiantou ainda que no âmbito desta parceria já foram constituídas cinco redes de inovação. Duas delas irão dedicar-se ao estudo comparativo das castas autóctones nas regiões do Dão e da Beira Interior. Uma terceira rede de inovação irá fazer o estudo de avaliação do comportamento agronómico e enológico das castas autóctones que poderão ter mais potencial interesse para a região de Lisboa.

Foram ainda criadas mais duas redes: para a inovação e sustentabilidade do vinho espumante e para a otimização do processo de envelhecimento da aguardente vínica DOP [Denominação de Origem Protegida] da Lourinhã. As cinco CVR envolvidas neste projecto também já decidiram ter uma participação conjunta no SISAB – Salão internacional dos Setores da Alimentação e Bebidas, nas edições de 2017 e de 2018, assim como nas próximas Jornadas de Enoturismo.

Segundo explicou Vasco d’Avillez na apresentação do programa de cooperação destas cinco CVR, a Região Centro é responsável por cerca de 37% da área total da vinha existente em Portugal e por 35% da produção de vinho nacional.

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *