//Quinta Dona Matilde apresenta novas colheitas

Quinta Dona Matilde apresenta novas colheitas

Menor produção e maior qualidade. As novas colheitas Dona Matilde apresentam boa concentração e acidez.

Esta caraterística é especialmente notória no branco da quinta, resultado de um ano vitícola fora do comum, com ciclo vegetativo mais curto que o normal e vindima excecionalmente precoce. As altas temperaturas que se fizeram sentir na última campanha vitivinícola significaram também um ano sem problemas de doenças. E uvas impecáveis, portanto.

Face às condições naturais que se apresentaram, acertar na data da vindima foi fundamental, confirmando que melhorar a cada ano o conhecimento da quinta, monitorizar e agilizar conforme o ritmo da natureza é o caminho a seguir na afirmação do projeto Dona Matilde, explica o enólogo dos vinhos Dona Matilde, João Pissarra.

A nova vinha acabada de instalar é reflexo desta postura que concilia tradição e novas abordagens na viticultura, incorporando conhecimento e tecnologia, acrescenta José Carlos Oliveira, viticólogo do projeto. São três hectares de castas tradicionais de uva tinta, menos comuns e adaptadas à realidade da propriedade, quer em termos de solo, exposição solar e clima atual – Tinta Francisca, Tinta Roriz, Tinto Cão, Tinta Barroca e Touriga Franca e Touriga Nacional.

Azeite valoriza património

Entre o ecossistema da Quinta Dona Matilde inclui-se o olival, do qual é produzido azeite que este ano é colocado no mercado pela segunda vez (primeira edição apenas na exportação).

Atualmente, a quinta possui 1100 oliveiras cadastradas e a produzir, mas são muitas mais, como indica o registo no antigo livro de visitas do fundador, onde este anotava também todos os desenvolvimentos da quinta, plantações, etc., no qual refere a instalação de cerca de 10 mil oliveiras em meados do século passado.

A quinta Dona Matilde situa-se na margem norte do rio Douro na marginal entre a Régua e o Pinhão, na zona da barragem de Bagaúste. É uma das mais antigas da Região Demarcada do Douro e está na posse da família Barros há 91 anos.