//Queijo americano vence concurso mundial

Queijo americano vence concurso mundial

Envelhecido em caves durante nove a onze meses e embrulhado em folhas de videira biológicas da casta Syrah que foram embebidas em licor de pera.

Um queijo azul biológico produzido pela queijaria norte americana, Rogue Creamery, foi nomeado Campeão Mundial de Queijo 2019 em Bérgamo, na Itália, no passado dia18 de outubro. O Rogue River Blue tornou-se agora o primeiro campeão americano de sempre do concurso World Cheese Awards, alcançando o primeiro lugar entre um número recorde de
3.804 participações provenientes de 42 países diferentes.

Produzido anualmente com leite de vaca biológico proveniente da bacia chamada Rogue Valley, no sul do Oregon, o Rogue River Blue é envelhecido em caves durante um período de nove a onze meses e embrulhado em folhas de videira biológicas da casta Syrah que foram embebidas em licor de pera.

No final da última fase de avaliação, este incomparável queijo azul empatou com o queijo italiano Nazionale del Parmigiano Reggiano Latteria Sociale Santo Stefano, maturado durante 24 meses, totalizando ambos 100 pontos; o Presidente do Júri, o apresentador de programas culinários Nigel Barden teve então de valer-se do seu voto de qualidade.

Queijo português com ouro

O queijo de ovelha amanteigado da Queijaria Monte da Vinha, no Vimieiro (Alentejo), de 70 gramas, foi distinguido com a categoria de ouro neste concurso. Este produto 100% artesanal – constituído apenas por leite cru de ovelha, sal e cardo – foi eleito em sistema de prova cega, entre 3804 queijos de 42 países de seis continentes, tendo sido o único queijo português distinguido, entre outros portugueses a concurso.

Um júri composto por mais de 300 membros – entre especialistas, ‘experts’ e críticos gastronómicos – provou quase 4000 queijos em dois dias, concentrados em 84 mesas. “Quando percebi que o meu queijo era o único com a distinção “Gold” na mesa, fiquei muito emocionada”, confessa Joana Garcia, a fundadora desta queijaria com uma equipa 100% feminina, que lidera desde 2004.
Todos os queijos participantes foram avaliados num único dia, quando 260 especialistas de 35 países diferentes avaliaram a sua aparência, textura, aroma e sabor, atribuindo medalhas de Bronze [Bronze], Silver [Prata], Gold [Ouro] e Super Gold [Super Ouro] aos vencedores considerados dignos de distinção.

Num esforço para reduzir o desperdício e oferecer ajuda à comunidade em geral, o Banco Alimentare recolheu todos os queijos que tinham sido adequadamente conservados durante o concurso, que foram entregues a 125 instituições de caridade em Bérgamo.

Crédito de fotografia: Tim Johnston Photography.