//Portugal continua a presidir à RECEVIN

Portugal continua a presidir à RECEVIN

José Calixto foi reeleito para a presidência na Rede Europeia de Cidades do Vinho (RECEVIN), que integra atualmente mais de 600 municípios.

O presidente da Câmara Municipal de Reguengos de Monsaraz, José Calixto, viu confirmada a continuidade do seu trabalho, até 2021, num segundo mandato na presidência da RECEVIN, na sequência da reunião do Conselho de Administração deste organismo, realizada na Câmara Municipal de Paris, local onde decorreu a cerimónia de proclamação da região francesa de Perpignan como ‘Cidade Europeia do Vinho Dionísio 2019’.

Depois da reunião de (re) eleição, a RECEVIN esteve presente na Gala da Lusofonia, que decorreu na autarquia de Paris, evento que celebrou a Primeira República de Portugal.

O presidente reeleito promete continuar “ a desempenhar com toda a dedicação e empenho em nome da Associação de Municípios Portugueses do Vinho (AMPV) uma função que tem impacto em mais de 600 cidades europeias. Quero por isso expressar a minha satisfação pela confiança que os parceiros depositam no meu trabalho e nas minhas propostas para o desenvolvimento do setor do vinho e do enoturismo europeu.

No dia anterior, a 10 de outubro, o Conselho de Administração da RECEVIN elegeu, no Parlamento Europeu, a Cidade Europeia do Vinho 2019, distinção foi atribuída à região italiana de Sannio, origem do vinho Falangnina, constituída pelos municípios de Guardia Sanframondi, Castelvenere, Sant’Agata dei Goti, Torrecuso e Solopaca.

Na reunião realizada em Bruxelas esteve também presente o eurodeputado português Carlos Zorrinho, os presidentes da Città del Vino, Floriano Zambon, e da Associação dos Municípios Portugueses do Vinho, Pedro Ribeiro, e os secretários gerais destas associações, nomeadamente Paolo Bienvenutti e José Arruda.

A Rede Europeia de Cidades do Vinho (RECEVIN) integra as associações nacionais de cidades do vinho e cerca de 600 cidades europeias da Alemanha, Áustria, Bulgária, Eslovénia, Espanha, França, Grécia, Hungria, Itália, Portugal e Sérvia.