//O Pingo Doce dos ‘Super, Mega, Hiper’ descontos

O Pingo Doce dos ‘Super, Mega, Hiper’ descontos

Os vinhos são as «estrelas» deste espaço, no Barreiro, onde os descontos podem ultrapassar os 75%. Chamam-lhe (incorretamente) outlet*.

Já existe há cerca de 5 anos, mas os recentes artigos jornalísticos sobre o assunto fizeram aumentar as filas que se formam, à porta, muito antes da abertura às 9 horas da manhã.
À NIT, o diretor da loja explicou que se trata de artigos que não foram vendidos ao preço normal por terem sido descontinuados e por “deixaram de estar na moda”, sublinhando também que na loja “não entram artigos com defeito, que estejam estragados, com embalagens rasgadas ou sem condições para serem consumidos”.

É a única loja com estas caraterísticas e não se prevê a abertura de nenhuma outra. Está localizada na área industrial do Barreiro, na zona do Lavradio e ocupa um espaço de 1500 metros quadrados, onde se podem encontrar produtos como brinquedos, detergentes, artigos de decoração, louça, talheres e também podem aparecer pequenos eletrodomésticos.

A oferta de produtos alimentares não é muito interessante pois ali não entram os perecíveis, mas os vinhos são a grande sensação, com preços que podem iniciar-se nos 50 cêntimos. O responsável da loja revela que os compradores de vinho são em grade número e até há “quem venha com as aplicações de vinho ligadas para consultar em tempo real no telemóvel se está a levar uma boa oportunidade.”

*Outlet ?

A designação já é sinónimo de grandes descontos, mas tem particularidades que a diferenciam, por exemplo, do que acontece neste Pingo Doce, onde se vendem muitos produtos, de muitos fornecedores. De acordo com o Dicionário Priberam, outlet é o “estabelecimento comercial de retalho onde se vendem produtos de uma marca ou fabricante a preços reduzidos.”
O sentido original em inglês é de loja cujo proprietário é a própria indústria, que comercializa diretamente os seus produtos.

Os outlets apareceram pela primeira vez na década de 1930, nos Estados Unidos, quando as lojas de fábrica passaram a oferecer aos empregados a preços baixos os produtos excedentes ou danificados.
Em 1970 o conceito foi ‘aberto’ ao público em geral e foi crescendo sendo hoje um fenómeno que ultrapassou o país onde nasceu.
Em Alcochete existe aquele que é considerado ainda o maior outlet da europa.