Parlamento recomenda combate ao desperdício alimentar

O desperdício de cerca de um milhão de toneladas de alimentos em Portugal leva o Parlamento a recomendar ao Governo medidas para combater o problema.

1.1Em despacho publicado no Diário da República a Assembleia da República, no âmbito da Comissão Nacional de Combate ao Desperdício Alimentar, recomenda ao Governo “a criação de uma rede nacional de combate ao desperdício alimentar que, simultaneamente, sensibilize e envolva as organizações da sociedade civil, os cidadãos e os autarcas nesta nova política pública”.

Propõe-se ainda que os consumidores sejam informados da qualidade e segurança alimentar de produtos que, não cumprindo regras comuns como a calibragem, cor ou forma, podem ser comercializados a um custo mais reduzido. Uma das medidas deverá ser a comercialização destes produtos na central de compras da Administração Pública, para utilização nas cantinas e refeitórios públicos e nas instituições de solidariedade social, “de forma a impulsionar” o seu escoamento.

Entre as propostas apresentadas está, também, a necessidade de se realizar um diagnóstico, com a participação de equipas multidisciplinares e de associações e entidades responsáveis, com o objetivo de conhecer mais pormenorizadamente os níveis e fatores de desperdício alimentar em Portugal e os obstáculos existentes ao seu efetivo combate.

A criação de condições para que as cantinas públicas optem por produtos locais ou nacionais e a definição de “um investimento público significativo à promoção do acesso aos mercados por parte das pequenas e muito pequenas explorações agrícolas” consta igualmente do despacho.

Recorde-se que, de acordo com a Organização das Nações Unidas para a Alimentação e Agricultura, cerca de um terço dos alimentos produzidos para consumo humano em todo o mundo é desperdiçado, o que corresponde a 1,3 mil milhões de toneladas por ano.
Na Europa, o desperdício anual ronda os 30 a 50% dos alimentos produzidos, o que representa 89 milhões de toneladas de alimentos. Em Portugal são desperdiçadas anualmente cerca de um milhão de toneladas de alimentos.

Fonte: Lusa

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *