Norte promove pão tradicional

Cerca de 3 mil e 800 produtores de pão da região Norte de Portugal vão usar a marca ‘Em nome do Pão’ que identifica o pão tradicional.

O objetivo é ‘recuperar’ a tradição e com ela (re)conquistar a confiança dos consumidores para este produto e desmistificar o mito de que o pão engorda” como referiu o diretor do Programa Nacional para a Promoção da Alimentação Saudável, Pedro Graça no Congresso Internacional do Pão Tradicional que decorreu recentemente na Maia.

A Associação dos Industriais de Panificação, Pastelaria e Similares do Norte (AIPAN), no final do referido congresso manifestou a convicção de que “os consumidores sabem reconhecer, e valorizar, o pão quando ele é feito de forma tradicional e utiliza matéria-prima de qualidade”. Na sequência desta afirmação, anunciou a criação de uma marca coletiva que vai ser usada pelas cerca de 3800 unidades industriais existentes acima de Aveiro e que diariamente, ou quase diariamente, fabricam pão.

O logótipo, constituída pela imagem de um forno e uma espiga de estilizada com a inscrição ‘Em nome do Pão’ e ser colocada em todos os produtos que sejam feitos “ao gosto português e de acordo com receituários ancestrais”, como explicou esta sexta-feira o presidente da AIPAN, António Fontes.

A associação refere em comunicado que pretende assumir a nova marca no Norte do país logo que seja “estabilizada a estratégia agregadora do sector” que está a ser preparada no âmbito do projeto ‘O futuro da tradição’, co-financiado pelo programa Norte 2020,

Durante o congresso realizado na Maia foi também apresentado o projeto da Associação Portuguesa de Nutricionistas (APN) “Melhor grão, melhor pão”. Helena Real, secretária-geral da associação, revelou que em breve estará disponível no site da APN o e-book que, entre outros, tem o objetivo de informar os consumidores dos benefícios do pão, um “alimento a privilegiar diariamente”.

Pedro Graça reforçou a mensagem de que “o pão é um produto da alimentação saudável”, e os cereais que estão na base da sua produção são “fonte de quase tudo o que o corpo humano necessita para funcionar corretamente”.

O diretor do Programa Nacional para a Promoção da Alimentação Saudável acrescentou ainda que “o pão tradicional, nas suas diversas variedades, pode ser fonte de energia, de fibras e de vitaminas, realçou, ajudando a saciar a fome, mas também a regular a função intestinal”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *