Nas praias do Algarve a fruta «combate» as bolas de Berlim

Caixas com fruta fresca cortada, para comer com um palito, é a proposta que já se vende nas praias algarvias.

Trata-se de uma empresa criada por Hugo Lopes, um tavirense que decidiu criar uma alternativa saudável às tradicionais bolas de Berlim.

“Isto começou de uma forma engraçada, um dia, a ver um filme, apareceu uma imagem de umas pessoas na praia a comer palitos de cenoura e eu percebi logo: ‘é isto que nós temos falta nas nossas praias!’. Os primórdios deste projecto seriam legumes já preparados mas cedo percebi que funcionaria melhor com fruta”, contou ao POSTAL Hugo Lopes, fundador da FrutaMar.

Nesta altura do ano, porque a ideia é fornecer sempre fruta da época, as caixas com três tipos de fruta diferentes, um peso de 200 gramas e custo de cerca de dois euros, oferece melão, melancia, laranjas, uvas, cerejas e ainda a «versão» caixas tropicais com manga, abacaxi e kiwi.

A FrutaMar está presente, desde a segunda quinzena de julho, em 12 praias algarvias, mas Hugo Lopes está já a pensar no «pós-verão» revelando que o próximo passo é “entrar nas escolas de forma a fazer com que as crianças comam mais fruta, porque muitas vezes não é a fruta que se dá mas a forma como é apresentada que faz a diferença entre os miúdos quererem ou não”, explica o empreendedor.

Curiosamente, a experiência da praia dá força a esta intenção uma vez que “os melhores clientes nas praias são as crianças”. “Nós pensámos sempre que iam ser as senhoras, para manter a linha, mas não, as crianças é que dizem ‘pai olha o senhor da fruta’, o que faz com que 80% da fruta que nós vendemos seja para os mais pequenos”, refere Hugo Lopes.

Fonte: postal.pt

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *