Lisboa «salvou» mais de 2 milhões de refeições

Em Lisboa, mais de 2,1 milhões de refeições evitaram o desperdício e alimentaram pessoas necessitadas.

O plano contra o desperdício alimentar na cidade de Lisboa salvou no último ano mais de 2,1 milhões de refeições do desperdício, que acabaram distribuídas por pessoas necessitadas, informou esta sexta-feira o Comissariado Municipal para o Combate ao Desperdício Alimentar.

O vereador centrista João Gonçalves Pereira, que lidera o Comissariado, revelou que entre maio de 2015 e maio deste ano, foram “recuperadas 2.134.704 refeições pelas 94 entidades parceiras da rede municipal de combate ao desperdício alimentar, que trabalham nas 24 freguesias de Lisboa”.

“Um valor de recuperação que não é mensurável”, acrescentou, numa conferência de imprensa para apresentação do relatório com o balanço do plano, salientando que “não há nenhum país do mundo que tenha uma rede alimentar que cubra toda uma cidade”.

Em 2015, a Comunidade Vida e Paz (CVP), um dos parceiros, reaproveitou 768 mil euros nas refeições que distribuiu, segundo um sistema de impacto social que a associação tem implementado desde há dois anos, revelou, por seu lado, Henrique Joaquim, responsável pela CVP.

A CVP apoia 60 agregados familiares com alimentos, cerca de 250 pessoas, algumas com regularidade semanal, “mas sempre de uma forma transitória”, porque o objetivo da organização é “tirar pessoas da rua e criar condições para que possam voltar a [viver] de forma autónoma”.

“Não só encontramos pessoas em situação de sem-abrigo e pessoas que tipicamente estão na rua, como encontramos há vários anos – e nos últimos anos esse número foi talvez o que mais aumentou – pessoas que, não estando na rua, estão em situação de grave vulnerabilidade social e que procuram o apoio dos voluntários no sentido de suprir uma necessidade que é a da alimentação”, disse.

Henrique Joaquim destacou, ainda, que os alimentos distribuídos “não são sobras”, mas alimentos “que foram confecionados nesse dia, acondicionados nesse dia e devidamente acondicionados”, no que a Autoridade de Segurança Alimentar e Económica (ASAE) “tem sido um parceiro fundamental”.

Em Portugal são desperdiçadas cerca de um milhão de toneladas de alimentos por ano.

One thought on “Lisboa «salvou» mais de 2 milhões de refeições

  1. Parabéns pelo vosso trabalho. É uma causa nobre e solidária.Como cidadão, foco-vos muito obrigado. Bem hajam.

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *