José Manuel Alves reeleito Vice-Presidente do CEUCO

O Grão-Mestre da Confraria dos Gastrónomos do Algarve (CGA), foi reeleito Vice-Presidente do CEUCO – Conselho Europeu de Confrarias por Portugal

José Manuel Alves foi ainda nomeado membro do Conselho Magistral, cuja eleição aconteceu durante a Assembleia Geral deste Conselho, realizada em Córdova, Espanha.

O confrade eleito ascende nos próximos quatro anos (2017-2021), à Direcção do Órgão executivo do Conselho Europeu de Confrarias Enogastronómicas, do qual fazem parte, para além de Portugal, Espanha, Itália, França (países fundadores), Grécia, Hungria, Belgica e Macau, num total de mais de 100 Confrarias gastronómicas e báquicas, das quais quinze portuguesas.

A nova Direcção será composta por Carlos Martin Cosme (Espanha), como Presidente, e pelos Vices-Presidentes, Jean-Claude Estirach (França), Alessandro Senarollo (Itália), Rosi Velasco (Espanha), Pavlos Alexandrous (Grécia), Luís Machado (Macau), Há berné Fekete Ibolya (Hungria), Daniel Haulotte (Bélgica) e José Manuel Alves (Portugal).

Segundo o Presidente do CEUCO, o trabalho desenvolvido por José Manuel Alves, em prol da gastronomia, é tido como uma das referências pelo CEUCO e demais Confrarias associadas, bem como pelas instituições que apoiam este movimento, o que justifica a sua escolha para estar à frente deste Conselho Europeu por Portugal.
A cerimónia de tomada de posse será marcada para Portugal, em data a confirmar, e contará com a presença do Presidente do CEUCO, membros das Confrarias de Portugal e entidades públicas.

O CEUCO – Conselho Europeu de Confrarias, é uma organização europeia sem fins lucrativos, cuja finalidade é a promoção e a defesa dos produtos agro-alimentares e gastronomia de qualidade, dos respectivos países da União Europeia, onde existam Confrarias ou Associações com os mesmos fins, mantendo o legado histórico dos costumes dos respectivos povos, comarcas ou regiões, valorizando os territórios para incremento do conhecimento do turismo, com a finalidade de evitar o desaparecimento de tradições em torno da cultura dos nossos vinhos e gastronomia, evitando igualmente, dentro possível, a globalização.

Foto de Capa: Luis Geadas/Unirádio TV

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *