Itália é o maior produtor de vinho

T7UQOmA OIV revela que a produção mundial de vinho deverá ser este ano ligeiramente superior a 275 milhões de hectolitros, um aumento de 2% face a 2014.

Na apresentação de dados ocorrida recentemente em Paris por Jean-Marie Aurand, diretor geral da Organização Internacional da Vinha e do Vinho (OIV) ficou a saber-se que Itália, com um crescimento de 10%, está agora no primeiro lugar, com uma produção prevista de 50 milhões de hectolitros, seguida de perto pela França, com 47,5 milhões de hectolitros (mais 1%) e da Espanha, com 36,6 milhões, que registou uma quebra de 4% em relação ao ano anterior.

Os países do chamado novo mundo vitícola, com produções que vão dos 22,1 aos 11,3 milhões de hectolitros, surgem a seguir, com os Estados Unidos em 4º, Argentina em 5º, Chile em 6º, Autrália em 7º e a Áfica do Sul em 8º lugar. Curioso é perceber que a China já alcança o 9º lugar, esperando-se uma produção que poderá ultrapassar os 11 milhões de hectolitros.

Portugal regista um aumento de 8% face ao ano passado, ocupando agora o 11º lugar, com uma previsão de 6,7 milhões de hectolitros.

No que respeita aos consumos, a OIV sublinhou o crescimento da internacionalização dos mercados, revelando que no ano 2000 apenas 27% dos vinhos consumidos eram de outro país, registando-se um aumento para 43% em 2014.

Curioso é igualmente o crescimento registado na produção mundial de vinhos rosés que deverá ter registado no ano passado os 24,3 milhões de hectolitros, representando já quase 10% da produção mundial de vinhos rosés. França e Espanha representam 50% da produção, a que se junta Estados e Unidos e Itália para alcançarmos 75% da produção mundial de vinhos rosé.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *