«H’OUR rosé» e novas colheitas de vinhos e azeite

Uma estreia absoluta – o h’OUR rosé – e três novas colheitas – branco 2015, tinto 2012 e azeite virgem extra de 2015 – dão mote às novidades da duriense Parceiros Na Criação (PNC).

Com produtos no mercado desde 2013, a história da PNC começava a desenhar-se há precisamente 20 anos, quando o seu mentor, João Nápoles de Carvalho, se instalava na propriedade da família, em Barcos – Tabuaço, para gerir os destinos da vinha (12,5ha) e do pequeno olival (1ha).

Se até 2009, a produção era de uva – vendida a uma casa de vinhos do Porto e Douro – e de azeite para consumo particular, o ano de 2010 marcou o ponto de viragem. Dessa vindima nasceram os primeiros vinhos: um branco de “teste” e a estreia do h’OUR tinto, lançado em 2013 (juntamente com o branco e o azeite de 2012). Na génese da PNC estão vinhos tipicamente durienses, feitos com castas autóctones, que se distinguem pela frescura e acidez natural, impressas pela altitude das vinhas (450 e 550 metros). Assumidamente vinhos com potencial de guarda.

A pedido do mercado – nomeadamente da Brito Garrafeira, distribuidor do Algarve –, surge este ano o rosé, que assim faz aumentar o portefólio da PNC para cinco referências: branco, rosé, tinto, Touriga Nacional e azeite virgem extra.

H’OUR ROSÉ 2015 DOC Douro PVP: € 6,00 – “Vinhas Velhas” (50%) e “Touriga Nacional” (50%) dão corpo ao ‘h’OUR rosé 2015’, um rosado com um aroma fino de flores secas, frutos vermelhos e notas de mineralidade. No palato é frutado, fresco e apresenta algum volume de boca. O todo é suportado por uma boa acidez e mineralidade, que lhe conferem uma boa aptidão gastronómica.

H’OUR BRANCO 2015 DOC Douro PVP: € 7,70 – Se as edições de 2012, 2013 e 2014 juntavam em partes iguais “Vinhas Velhas” e “Verdelho”, as impressões digitais do ‘h’OUR branco 2015’ revelam uma novidade: introdução e predominância da casta Rabigato, proveniente de uma vinha que João plantou em 2013 – e que por isso ganhou o nome de “Rabigato da Teresinha”, filha de João e Joana, nascida nesse ano. Um branco crocante e de perfil fresco. O nariz é delicado e perfil fresco, acompanhado de uma elegante fruta branca. O todo é equilibrado com notas de mineralidade, que lhe conferem complexidade. Na boca é profundo, complexo e vibrante. A boa acidez natural (de altitude) confere-lhe corpo e volume de boca.

H’OUR TINTO 2012 . DOC Douro PVP: € 9,90 – A terceira colheita do ‘h’OUR tinto 2012’ volta a juntar às “Vinhas Velhas” (80%), uma pitada de “Touriga Nacional” (10%) e “Sousão” (10%). Se no branco e no rosé a madeira não faz parte dos planos, o tinto estagia em barricas usadas de 225 litros de carvalho francês, durante 12 meses. O resultado é um vinho intenso, dominado por frutos pretos, especiarias e cacau. Na boca é frutado, com ligeiras sensações balsâmicas e abaunilhadas. É um tinto com taninos pujantes e final de boca longo.

H’OUR AZEITE VIRGEM EXTRA 2015 . Douro PVP: € 7,50 – Em oliveiras centenárias, onde predominam as variedades “Cobrançosa”, “Madural”, “Negrinha” e “Verdeal”, nascem as azeitonas que dão origem ao azeite ‘h’OUR’. Um “virgem extra” que, no nariz, apresenta notas de fruta fresca e amêndoa verde. A prova revela notas de frutos secos, rama de tomate e erva cortada. Bastante harmoniosos e equilibrado, tem um fim de boca prolongado e picante, característica típica dos azeites do Douro.

Informação da empresa

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *