Hortas nas escolas de Lisboa

Chama-se «Hortas na Escola… Legumes no Prato» e, para já, chega a 11 escolas, mas a câmara lisboeta tem como objetivo, as 90 que estão sob a sua alçada já no próximo ano lectivo.

Lançado pela Câmara Municipal de Lisboa e pela Lisboa E-Nova, a «Hortas na Escola… Legumes no Prato» tem o objetivo de dinamizar a criação ou requalificação de hortas escolares e ao mesmo tempo despertar nas crianças o interesse por uma alimentação saudável e por um consumo sustentável.

4.1As 11 escolas envolvidas constituem, de acordo com os promotores, “uma experiência piloto de educação para a sustentabilidade” e a iniciativa, para além das entidades referidas, envolve igualmente as juntas de freguesia de Alvalade, Belém, Carnide, Estrela, Marvila, Olivais e São Domingos de Benfica, um conjunto de agrupamentos escolares e a Missão Continente, no papel de patrocinador.

A escolha recaiu em equipamentos localizados um pouco por toda a cidade, que possuem disponíveis terrenos com dimensão e características para a instalação de hortas e que mostraram disponibilidade e interesse.
Para garantir melhores resultados nesta iniciativa foi realizado um curso de formação para professores, aos quais foi disponibilizado um manual sobre o tema, para além de se contar com uma técnica de horticultura que ‘circula’ pelas escolas, dinamizando os trabalhos que aí vão sendo feitos.

O vereador Sá Fernandes afirma que se “aprende muito através de uma horta” e sublinha a componente pedagógica deste projecto. Esta iniciativa, resume, “é muito mais” do que criar espaços para a prática hortícola nas escolas.
Recorde-se que há cerca de um ano a câmara da capital lançou uma outra iniciativa na área do combate ao desperdício alimentar, dirigida aos alunos do concelho. Em parceria com a associação DariAcordar e com a Fundação EDP, o município lançou quatro livros infantis sobre o tema. Além de uma história, cada obra tem sugestões de actividades, que podem ser desenvolvidas nas salas de aula e nas bibliotecas escolares.

Fonte: Público

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *