Homenagem ‘poética’ a Leonor de Freitas

A empresária da produtora vitivinícola Casa Ermelinda Freitas, de Palmela, foi homenageada pela Casa da Poesia de Setúbal.

Tem sido alvo das mais variadas distinções regionais, nacionais e mesmo internacionais, protagonista de notícias e reportagens da comunicação social, nomeadamente fazendo capa de revistas, a última das quais foi a edição portuguesa da revista Forbes.

É conhecida (e reconhecida) a sua intervenção de apoio às mais variadas causas de intervenção social, mas desta vez foi a comunidade cultural que no distrito de Setúbal se dedica à promoção e divulgação da poesia que decidiu distinguir a empresária como primeira sócia honorária da instituição.

A Casa da Poesia aproveitou o encontro/jantar do passado dia 17 de Março, em que assinalou o seu 2ºaniversário, para sublinhar “o espírito solidário, a generosidade e a disponibilidade que sempre mostrou para apoiar o percurso desta instituição”, como referiu Alexandrina Pereira, presidente daquela associação de poetas e amigos da poesia.

Leonor Freitas confessou sentir-se particularmente feliz por ser alvo desta “festa de amizade e poesia” a que se associaram, para além dos sócios da Casa da Poesia e muitos amigos da homenageada, como o cantor Toy e Rui canas, presidente da União de Freguesias de Setúbal – Anunciada, S. Julião, Sta. Maria entidade que cedeu as instalações/sede da Casa da Poesia.

Presente também a presidente da Câmara Municipal de Setúbal, Maria das Dores Meira, que não perdeu a oportunidade de lembrar o poeta Sebastião da Gama, brindando os presentes com a declamação de um poema do autor setubalense.

A autarca sublinhou ainda o contributo da empresa Ermelinda Freitas para a promoção nacional e internacional dos concelhos vitivinícolas de Setúbal, onde a empresária reside, e de Palmela, onde se localiza a unidade empresarial.

7.1Em véspera de um grande concerto dos UHF no Campo Pequeno em Lisboa, também António Manuel Ribeiro, um dos sócios da Casa da Poesia, marcou presença e brindou os presentes com um poema de sua autoria.

No jantar foram servidos o Dona Ermelinda Reserva tinto a acompanhar o bacalhau servido pelo restaurante anfitrião, o Quintal, o Espumante para o brinde e ainda o Moscatel com poemas de Bocage lançado pela instituição no ano passado.

Recorde-se que para assinalar os 250 anos do nascimento de Bocage, a Associação Casa da Poesia de Setúbal, em parceria com a Casa Ermelinda Freitas, lançou no dia 11 de setembro de 2016 uma série de garrafas de Moscatel de Setúbal, em cujos rótulos podem ler-se poemas de Bocage, como o Jornal dos Sabores noticiou. http://jornalsabores.com/bocage-engarrafado

Fotos: Simôes da Silva/ União de Freguesias de Setúbal – Anunciada, S. Julião, Sta. Maria.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *