«Guerra» de Licores

‘Licor Nacional’ venceu pela 6ª vez na justiça, ações instauradas pelo ‘Licor Beirão’.

A Caves da Montanha – A. Henriques, Lda viu concluído, na íntegra a seu favor, o processo em que foi envolvida pela J. Carranca Redondo, Lda, detentora do ‘Licor Beirão’.

De acordo com a Caves da Montanha, “temendo a concorrência, esta empresa tem vindo a criar barreiras de diversa índole com o objectivo de travar a comercialização do ‘Licor Nacional’, lançado em 2011, e que é já dos licores mais vendidos em Portugal”.

A empresa produtora do Licor Nacional afirma, em comunicado, que “foram seis (6) as acções judiciais interpostas pela J. Carranca Redondo, tendo o Tribunal da Propriedade Intelectual absolvido a Caves da Montanha em todas elas”. A Caves da Montanha acrescenta que “ficou assim provado que em momento algum a Caves da Montanha praticou actos de concorrência desleal na cópia da estratégia comercial e de promoção do ‘Licor Beirão’. Recorde-se que a empresa da Lousã chegou mesmo a fazer circular junto de órgãos de comunicação social informação que atentava ao bom nome da Caves da Montanha, mesmo depois de tomar conhecimento da sentença que absolveu a ré de todos os pedidos de providência formulados pela autora. A J. Carranca Redonda está agora obrigada a pagar custas de acção no valor superior a 40.000,00 euros”.

Licor Nacional aposta no rebranding

4Quase a celebrar cinco anos de existência, a Caves da Montanha decidiu apostar no rebranding do ‘Licor Nacional’, que se estende da garrafa à identidade da marca e ao packaging. Com uma produção anual de cerca de 300 mil garrafas, houve um ligeiro ajuste no sabor (provado e aprovado no IWSC) deste que é um licor feito à base de ervas tipicamente portuguesas.

O ‘Licor Nacional’ tem uma imagem mais clean e moderna, em que a exaltação da “portugalidade” está ainda mais presente, com a menção a “Licor de Portugal”, a presença do galo de Barcelos e da Cruz de Portugal ou dos Descobrimentos. Na garrafa adivinham-se elementos muito nossos: a guitarra portuguesa – união do rótulo com a própria garrafa; e o ouro trabalhado em filigrana. As próprias cores – vermelho sangue e dourado – remetem para as cruzadas travadas e as conquistas alcançadas no passado, agora e sempre!

Prémios

O ‘Licor Nacional’ acaba de arrecadar uma medalha de bronze no prestigiado concurso ‘International Wine & Spirit Competition 2016’ (IWSC), que decorre anualmente em Inglaterra. Uma distinção que se segue à conseguida no ‘China Wine & Spirit Awards Best 2014’ (CWSA), onde foi distinguido com “Double Gold Best Value”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *