//‘Guerra’ da água entre Sumol e Super Bock

‘Guerra’ da água entre Sumol e Super Bock

Sumol classifica de “falsa e enganosa” a campanha que publicita ‘ingredientes 100% naturais’ na Pedras Sabores.

A Super Bock é acusada pela Sumol de publicidade “falsa e enganosa” na campanha que fez para promover o produto Pedra Sabores que a cervejeira afirma conter “ingredientes 100 % naturais”.

Perante a decisão do organismo de Auto-Regulação Publicitária (ARP) que determinou que fosse retirada essa referência da comunicação da Pedras Sabores em todos os suportes, inclusive rótulos da bebida, o Super Bock Group recorreu da decisão.

Ao Dinheiro Vivo uma fonte do Grupo Super Bock declarou que “a referida deliberação não é definitiva, uma vez que, da mesma, foi apresentado o competente recurso” prevendo-se, assim, novos episódios nesta ‘guerra’.

Tudo terá começado em abril, início da campanha que apresentava novos sabores e uma nova imagem da Pedras Sabores nas variedades limão, frutos vermelhos e maçã, com uma queixa da Sumol que motivou a decisão da ARP.

Entre outros, a Sumol utiliza o argumento de estar a ser usada falsa informação “elaborada de modo a, voluntariamente, induzir o consumidor em erro a respeito das características essenciais do produto”, pode ler-se na notícia do Dinheiro Vivo.

Como pode ler-se no extrato da ata do Júri de Ética da Auto Regulação Publicitária:

Considera a Requerente (Sumol) que a Requerida (Super Bock) “publicita o produto como sendo “água mineral natural com gás e ingredientes 100% naturais” quando, na realidade, a bebida contém frutose e ácido cítrico, que não são ingredientes naturais”.
Entende a Requerente que “o produto em causa não é feito com ingredientes 100% naturais” e que “A utilização da palavra natural associada aos ingredientes presentes na fórmula da ÁGUAS DAS PEDRAS SABORES, nomeadamente FRUTOSE e ÁCIDO CITRICO, é errada e enganosa”.