//Gastronomia ‘une’ três municípios piscatórios

Gastronomia ‘une’ três municípios piscatórios

Promover os costumes dos três territórios piscatórios é o objetivo de Peniche, Ílhavo e Murtosa.

‘Gastronomia de Bordo’ é uma das quatro componentes do projeto ‘Territórios com História’ e já teve início, de acordo com Patrícia Borges, chefe e docente da Escola Superior de Turismo e Tecnologia do Mar (ESTM), de Peniche, do Instituto Politécnico de Leiria, a quem cabe coordenar a reinvenção dos pratos tradicionais.

Nos últimos meses, no âmbito da Gastronomia de Bordo, vários cozinheiros, liderados por Patrícia Borges, têm vindo a reinventar pratos com sabor a mar. O objectivo das suas investigações é aproximar a história dos três territórios e adicionar-lhe novos sabores. E algumas dessas experiências já puderam ser apreciados este mês, durante o Festival do Bacalhau, que decorreu na Gafanha da Nazaré, no concelho de Ílhavo.

Os hambúrgueres e os tacos confecionados à base de bacalhau estão entre as experiências gastronómicas que pretendem divulgar e reinventar o património marítimo dos concelhos de Peniche, Ílhavo e Murtosa.

Entre 2018 e 2020, mais de 300 eventos do domínio artístico e do conhecimento serão desenvolvidos no âmbito do projeto ‘Territórios com História: o Mar, as Pescas e as Comunidades’, desenvolvido em parceria pelos três Municípios e que também conta com o envolvimento do Instituto Politécnico de Leiria.

No site dedicado aos Territórios com História pode ler-se que através deste projeto intermunicipal, e ao longo dos próximos três anos, prevê-se que as três centenas de eventos venham a favorecer o incremento do turismo cultural e o aumento da competitividade regional. Aumentar o número de visitantes e dormidas nos municípios participantes é um dos objetivos.

Para além da Gastronomia de Bordo, já referida, as outras componentes do projeto são: A Mulher na Comunidade Piscatória, Memória Social, Comunidades e Protagonistas; Tradição da Construção e Manutenção Naval.