‘Frutologia’ forma novos empresários frutícolas

Até 23 de Fevereiro a Academia do Centro de Frutologia Compal está a receber candidaturas para 12 novos fruticultores.

Pela sexta edição consecutiva, a Academia do Centro de Frutologia Compal vai voltar a selecionar 12 empresários frutícolas e atribuir três bolsas de instalação, no total de 60.000€.

Depois de já ter formado 60 empresários frutícolas em 5 anos e de se ter tornado numa formação de referência no setor frutícola a nível nacional, o Centro de Frutologia Compal volta a receber candidaturas para a Academia. Aqueles que ambicionam ser os fruticultores do futuro podem apresentar a sua candidatura até 23 de fevereiro em www.centrofrutologiacompal.pt.

Podem apresentar candidaturas os empresários frutícolas de norte a sul do país que produzem ou pretendam produzir frutas como Amora, Cereja, Framboesa, Maçã, Mirtilo, Romã, Pera Rocha, entre outras. Este ano há uma novidade: podem também candidatar-se os projetos com kiwi e groselha.

Os 12 selecionados participarão em mais de 80 horas de formação, com visitas a explorações modelo de norte a sul do país e sessões com módulos teóricos tão diversificados como fruticultura, associativismo, tecnologia, sustentabilidade, gestão agrícola e marketing.

O objetivo da complementaridade da formação teórica e prática é permitir aos formandos um contacto com a realidade, com novos modelos de negócio e técnicos altamente especializados, podendo também integrar uma rede de networking, que cresce de ano para ano e possibilita novas colaborações e parcerias entre participantes e importantes players do setor agrícola nacional.

Nos últimos 5 anos, a Academia do Centro de Frutologia Compal formou 60 empreendedores frutícolas, num total de 400 horas de formação em 16 regiões, e atribuiu 300.000€ em bolsas de instalação. O objetivo será continuar a contribuir para formar os fruticultores do futuro, valorizando a fruta nacional.

Sobre o Centro de Frutologia Compal

O Centro de Frutologia Compal foi criado em 2012 e tem como principal propósito valorizar e promover a fruta nacional, procurando estimular a inovação no setor frutícola e atuar ao longo da Cadeia de Valor da Fruta. Através de um trabalho conjunto, os 27 membros tornam possível a concretização das iniciativas, num conjunto de entidades e organizações do setor Frutícola, instituições académicas, organizações de produtores e empresas de tecnologia agrícola.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *