França proíbe copos e pratos plásticos descartáveis

França é o primeiro país do mundo a proibir a venda de copos, taças, pratos, talheres e outros utensílios descartáveis de plástico.

A nova lei pretende seguir a proibição total de sacos de plástico aprovada em julho e é parte do projeto «Transição Energética para o Crescimento Verde», um plano para tornar o país um dos líderes mundiais na adoção de práticas de redução de impacto ambiental e das emissões de gases de efeito estufa.

Aprovada no mês passado, a medida só será efetiva integralmente em 2020, com o objetivo de dar tempo a que os fabricantes e estabelecimentos comerciais, incluindo restaurantes e supermercados, se adeqúem às novas regras.

3No entanto esta lei não significa o fim dos utensílios descartáveis pois esses produtos deverão ser 50% constituídos por materiais de origem vegetal e serem biodegradáveis. Esses materiais incluem, em particular, amido de milho, amido de batata, fibras têxteis ou de celulose, ou de bambu. Cinco anos depois, em 2025, o conteúdo vai aumentar para 60%.

Com esta medida, o país espera reduzir o impacto ambiental do plástico convencional, derivado de petróleo, que leva várias décadas para se decompor e é frequentemente associado a substâncias que podem ser tóxicas. Além disso, é esperada uma redução dos custos com energia para reciclagem dos utensílios descartáveis.

De acordo com a Agência Noticiosa Francesa, organizações ambientalistas elogiaram a lei e esperam que ela sirva de exemplo para outros países, mas os críticos argumentam que a proibição de produtos prejudica os consumidores e que as medidas francesas violam as regras da União Europeia sobre a livre circulação de mercadorias.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *