«Fontes de vinho» em Itália e Espanha

No séc. XVI, em Itália, existiu a «Fontana delle Tette». Em Espanha desde 1991 que os peregrinos do Caminho de Santiago podem beber de uma fonte de vinho e agora, uma adega italiana oferece vinho 24 horas por dia.

1-1A «Fontana delle Tette» ou, em tradução livre, a fonte dos seios, foi construída em 1559 por ordem do prefeito da época, na República de Veneza, como resultado de uma grave seca que atingiu a cidade de Treviso.

Conta-se que desde então e até 1797, ano da queda da Sereníssima República de Veneza, em honra do vinho novo de cada colheita, um dos seios da estátua deitava vinho branco e outro, vinho tinto. E todos os cidadãos podiam beber, de graça e durante três dias.

Em Espanha, a «Bodegas Irache» na localidade de Ayegui, na Provincia de Navarra, construiu em 1991 uma fonte de vinho num dos seus muros integrados no Caminho de Santiago.

Entre as oito da manhã e as 20 horas os peregrinos podem «abastecer-se» gratuitamente na fonte que tem incorporada uma webcam em tempo real.

 

Os peregrinos/enófilos são convidados a levantar na adega uma Credencial de Peregrino com o selo da ‘Fuente del Vino’.

1-2Mais recentemente tem sido noticiada a inauguração de uma nova fonte de vinho em Itália, ao que se diz, inspirada na atração espanhola.
Localizada numa propriedade com vinha e adega na região italiana de Abruzzo, esta ‘fonte de vinho’ oferece a bebida gratuitamente durante 24 horas e, tal como a espanhola, também «serve» peregrinos, neste caso do caminho de São Tomás de Aquino.

A fonte tem o formato de um barril, com aproximadamente três metros de diâmetro, dentro do qual há uma torneira, de onde as pessoas poderão recolher o vinho.

Refira-se ainda a existência, entre outras no mundo, de uma fonte de vinho no labirinto por debaixo do Castelo de Buda, em Budapeste.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *