Festival do Perceve em Vila do Bispo

Perceves, lapas grelhadas, mexilhões, moreia frita, navalheiras, salada de polvo, papas de xerém, papas de mexilhão e choco frito são algumas das ofertas disponíveis entre 2 e 4 de setembro.

Para os algarvios, sobretudo da região, mas também para os que preferem a primeira quinzena de setembro para as
férias algarvias, esta é uma proposta a ter em conta.

Este ano, tendo em conta o sucesso do número de visitantes de edições anteriores, a organização do evento decidiu aumentar o espaço onde irá decorrer o certame. Assim a iniciativa irá realizar-se numa tenda e no pavilhão da Escola de S. Vicente em Vila do Bispo, onde existirão stands com artesanato e produtos típicos da terra, entre outros.

10.2O evento, que conta com com muita animação musical abre as portas todos os dias pelas 14h00 e encerra pelas 02h00 da manhã.

Organizada pela Associação de Marisqueiros de Vila do Bispo e Costa Vicentina, com o apoio logístico e financeiro da Câmara Municipal, esta iniciativa tem como objetivo promover uma das maiores iguarias gastronómicas do município, o perceve.

Na edição de 2015, segundo a organização, ao longo dos três dias foram consumidos mais de 2.500 Kg de marisco, incluindo cerca de 800 kg de perceves.

Os perceves

Os perceves, que apenas a partir dos anos 1960 começou a ter valor comercial considerável e quase só em Portugal e
Espanha tem verdadeiros apreciadores, são abundantes na Costa Vicentina, mas muito difíceis de apanhar, devido aos locais onde se encontram.

Em Portugal há cada vez mais apreciadores deste crustáceo de tal modo que se foi verificando a sua sobrexploração o que, em 2006, levou à criação de legislação bastante restritiva à apanha do perceve.

Do ponto de vista nutricional o perceve é um alimento pouco calórico (menos de 100kcal/100g), sendo essencialmente composto por proteínas (cerca de 20 por cento) e água.

É no entanto na sua riqueza em vitaminas e minerais que o perceve encerra os seus maiores benefícios. Riquíssimo em todas as vitaminas do complexo B, possui igualmente elevados teores de magnésio, ferro, zinco e selénio, um potente antioxidante que não é muito fácil de encontrar nos alimentos.

Foto de capa: Sulinformação

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *