//“Festival do Azeite e Ervas Aromáticas”

“Festival do Azeite e Ervas Aromáticas”

Em Alcanena, a 5ª edição do “Festival do Azeite e Ervas Aromáticas” decorre em 15 restaurantes e seis pastelarias, entre os dias 22 a 25 de março.

O objetivo do certame passa por “divulgar alguns dos sabores mais peculiares desta região, associados à cozinha tradicional e popular das gentes das serras de Aire e Candeeiros e do bairro”, explica uma nota de imprensa da Câmara de Alcanena.

À espera dos visitantes, está “uma gastronomia com sabores apurados, que dependem da arte do tempero, do azeite cru ou das ervas aromáticas, e onde se encontram ainda antigos sabores, herdados da arte culinária de uma mesa que, sendo pobre, substituiu a variedade pela imaginação”, refere a mesma nota.

O azeite e as ervas aromáticas vão estar em destaque nas ementas dos restaurantes “A Praça” e “O Cantinho do Toino” (Alcanena), “Olhos d’Água”, “O Peregrino” e “Tertúlia do Gaivoto” (Louriceira), “O Penedas” e “Retiro dos Pacatos” (Malhou), “Cantinho dos Charutos” (Covão do Coelho), “Cantinho dos Sabores” (Minde), “Central” (Vila Moreira), “O Mal Cozinhado” (Monsanto), “O Patanisca Dourada” (Raposeira), “O Regato” (Bugalhos), “Simões (Vale Alto), e “Tasquinha da Feira” (Serra de Santo António).

E também nas pastelarias “A Gena”, “Broa de Mel”, “Flor do Campo”, “Jumaflor” e “Renault” (Alcanena), e “Avó Olinda” (Minde).

‘Mexa-se’ antes ou depois de comer

Entre várias, aqui ficam três sugestões para que, antes ou depois de comer (e beber), possa conhecer um pouco deste concelho:

Museu Rural e Etnográfico de Espinheiro,

Foi inaugurado em 2000, na sede desta freguesia, e constitui uma excelente mostra de trajes, objetos domésticos tradicionais e utensílios agrícolas de outros tempos. Este museu recolhe e expõe o valioso espólio armazenado ao longo dos anos por João Davide Lourenço, constituindo um precioso testemunho das tradições e do património sócio-cultural e etnográfico do Espinheiro.

Museu da Boneca

É um equipamento tutelado pela Câmara Municipal de Alcanena que expõe e divulga uma coleção visitável de bonecas, propriedade de Rosa Maria Vieira, que, ao longo dos anos, reuniu já cerca de 7000 exemplares de bonecos e bonecas das mais variadas formas, tamanhos e materiais.

Museu de Aguarela Roque Gameiro

A criação de um museu dedicado à obra de Alfredo Roque Gameiro surgiu por iniciativa de familiares e conterrâneos admiradores da obra do grande Mestre da aguarela portuguesa.